Conheça 10 profissões que estarão em alta em 2018

Entre as necessidades do mercado de trabalho, destaque para as áreas de análise de dados, gestão financeira e profissões vinculadas ao agronegócio

Profissões em alta em 2018
Foto: Reprodução

A instabilidade econômica do Brasil vem resultando em um alto índice de desemprego. Da mesma forma, muitas pessoas buscam ampliar seus conhecimentos para encontrarem as demandas do mercado de trabalho e se sobressaírem entre os concorrentes visando obter um serviço.

Se você está em busca de um emprego e precisa saber onde se aprimorar, apresentamos as profissões que são tendências para o ano de 2018. De acordo com profissionais de RH, as áreas mais propícias a serem valorizadas são da tecnologia, análise de dados de empresas, gestão financeira e agronegócio.

“O que leva a definirmos algumas carreiras promissoras para o próximo ano são as tendências de mercado e a economia do país. As necessidades e mudanças de comportamento também influenciam nessa análise”, explica Celso Bazzola, diretor executivo da Bazz Estratégia de Recursos Humanos.

Profissões em alta em 2018

Foto: Reprodução

Cientista de dados

É a pessoa capaz de analisar big data, presente no meio digital. Com o crescente volume de dados produzidos na internet, ordená-los e encontrar a melhor forma de se utilizar o meio é muito importante para as empresas. É bem aí que entra o cientista de dados, podendo este ser graduado em TI, matemática, estatística, análise de negócios ou engenharia.

Estatístico

Desenvolver um raciocínio padrão para uma empresa pode garantir maior eficiência nos processos internos e garantir mais precisão às ações empregadas por ela. O estatístico – podendo ser formado tanto em estatística como em matemática – pode elaborar um modelo baseado em dados matemáticos simulando situações que permitam o melhor planejamento da empresa.

Profissional em trade marketing ou marketing digital

Em um momento complicado financeiramente, melhorar a imagem de uma empresa pode ser o diferencial para esta se sobressair no mercado. Ainda mais no ambiente digital, cada vez mais popularizado e ainda um terreno fértil para novas abordagens. Neste caso, profissionais da comunicação são importantes para garantir uma boa identidade da marca para atrair novos negócios e alavancar as vendas.

Especialista em gerontologia ou geriatria

Com o maior envelhecimento da sociedade, é preciso conhecer mais esse processo. Da mesma forma, cuidar, prevenir doenças e garantir o máximo possível de qualidade de vida aos idosos. Assim, especialistas em gerontologia – área que estuda o envelhecimento – e em geriatria – voltada para o cuidado dos idosos – ganham espaço no mercado de trabalho.

 

Controlador financeiro

Evitar problemas econômicos em uma empresa é a chave para não sucumbir à crise. Ter um excelente controlador financeiro, que controla e foca na redução de custos e acompanhamento de resultados, é fundamental para o sucesso e superação das dificuldades que possam surgir.

Desenvolvedor de aplicativos e engenheiro de software

Os smartphones estão nas mãos de boa parte das pessoas em todo o mundo. Não por menos, programadores e demais profissionais responsáveis por desenvolver e aprimorar softwares têm lugar garantido no mercado de trabalho.

Gestor de projetos de TI

Escolher a tecnologia ideal para garantir segurança e velocidade das informações tem condições de decidir o sucesso ou não de um investimento de uma empresa. Reduzir tempo e otimizar processos deve ser o grande trunfo do gestor de projetos de TI.

Biotecnólogo

A produção agrícola é uma fonte de economia fundamental para o Brasil. Nela, ainda existe demanda para profissionais de muitas áreas. O biotecnólogo é capaz de manipular agentes biológicos para desenvolver produtos alimentícios, trabalhar no controle de pragas, entre outras funções.

Profissões em alta em 2018

Foto: Reprodução

Profissional de agroecologia

Assim como o biotecnólogo, esse profissional é importante no ramo do agronegócio, pois ajuda a unir a sustentabilidade e sua aplicação no campo.

Técnico em drone

O mercado dos drones é amplo, podendo ir desde uma cobertura jornalística a auxiliar o mapeamento de uma área agrícola. Ter conhecimento dessa tecnologia, ainda mais se tiver certificado da Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), garante o aproveitamento de uma parcela interessante das demandas atuais no mercado de trabalho.

LEIA TAMBÉM