10 problemas mais comuns entre pais e filhos

Como lidar e superar a rebeldia dos filhos. Confira algumas dicas:

familia-computador-filhos
Foto: reprodução/Shutterstock Images

Cuidar da educação de filho não parece uma tarefa fácil! A relação entre o adulto e a criança pode sofrer com uma série de problemas durante esse processo.  A psicóloga Fabiana Jurca Dadas, autora do livro ‘Educar Pode Ser Fácil!’, deu uma série de dicas ao falar sobre os principais desafios dessa relação.

1-Falha na comunicação

“Esse é o grande desafio das relações humanas. Não falamos algo, mas esperamos que o outro deduza o que queremos”,comenta Fabiana.

Por isso, a orientação é que você seja clara ao firmar acordos com seus filhos.“Se não pretende comprar mimos desnecessários naquele dia, esclareça isso antes, informando que vocês sairão, mas que não poderão comprar nada naquele momento, por exemplo”, explica.

2-Pais falam, mas não cumprem

A especialista afirma que, pior do que não combinar, é combinar e não cumprir. Portanto, passe segurança aos filhos mostrando que é capaz de ir até o fim em um posicionamento.Quando achar que pode voltar atrás em alguma promessa ou castigo, simplesmente não os mencione.

3- Educação, sempre!

Os tempos mudaram, sim, mas nem por isso alguns valores devem ser deixados de lado. Pedir permissão para sair, sentar-se à mesa durante as refeições e dizer “por favor” e “obrigado” nunca devem sair de moda. “Não espere que crianças que não respeitam os pais passem a respeitá-los depois de crescidas”, finaliza a psicóloga.

4-Olho no problema e não na prevenção

Fique atenta aos sinais que a criança emite de que algo não anda bem, para poder remediar antes que a situação se agrave.Investigue os acontecimentos e não tenha preconceito na hora de procurar auxílio de um psicólogo, se preciso for.

5-Muitas cobranças, nenhum apoio

Estabeleça momentos para auxiliar os filhos no que for preciso. “Cobre o sucesso na escola, mas ofereça apoio. Cobre que eles falem a verdade, mas ofereça condições para que essa verdade seja dita”, ensina.

6-Se há fumaça, há fogo

É difícil para os pais aceitarem que os filhos podem estar com dificuldade. Mas Fabiana dá algumas dicas que servem de indicativo: “se as reclamações escolares têm crescido e os colegas têm reclamado do comportamento de seu filho, antes de defendê-lo, observe”.É preciso deixar o instinto protetor de lado e abrir-se para poder corrigir o que não vai bem.

7-Ver a escola como inimiga

De acordo com a psicóloga, pais e escola devem trabalhar em conjunto: “é fundamental que a escola esteja aberta para ouvir as famílias e suas expectativas”.E o mesmo vale para você! Dê atenção às observações feitas pelos professores e demais funcionários.

8-Medo de corrigir

Muitos pais têm receio em dar bronca ou negar os pedidos das crianças, pois acreditam que irão gerar sentimentos negativos nos filhos. Mas, acredite, eles podem até ficar chateados na hora, mas o sentimento é passageiro.

9-Sentimento de culpa

Você passa muito tempo fora e, quando volta, mima as crianças para compensar sua ausência? Isso pode ser uma armadilha! Não tente trocar o tempo familiar por presentes, mas aproveite cada minuto que estiver com seus filhos. Invista na qualidade, converse, dê carinho, ouça o que eles dizem.

10-Falta de objetividade

A consultora aconselha:“seja direto ao falar com a criança, sem voltas desnecessárias ou palavras que levem a lugar nenhum”. É importante ser firme e tranquila ao mesmo tempo. Não se exalte, apenas peça o que deseja, sem gritos ou agressões.

LEIA TAMBÉM: