Dicas de como evitar problemas digestivos causados por alimentos

Confira algumas dicas de alimentos que irão manter azia, má digestão e outros problemas digestivos bem longe, melhorando o seu bem-estar e a sua qualidade de vida!

pimentas-alimentos-azia
Foto: Shutterstock

A alimentação tem papel fundamental no bem-estar do organismo. Através dela é possível prevenir e tratar inúmeros problemas de saúde. Com os distúrbios ocorridos no aparelho gastrointestinal não é diferente. Certos alimentos caem como uma “bomba” no estômago e podem causar azia, má digestão, intestino preso, diarreia e outras disfunções digestivas. Por isso, o ideal é buscar uma alimentação saudável e recheada de produtos naturais.

pimentas-alimentos-azia

Foto: Shutterstock

Dica do especialista

“Adotar uma dieta específica ou trocar certos alimentos por outros ajuda a aliviar os incômodos, além de aumentar e melhorar a qualidade de vida”, indica o cirurgião geral e endoscopista Sérgio Barrichello. Além disso, é importante controlar os tempos das refeições. “O tempo de jejum prolongado aumenta a dor pela secreção de ácido gástrico, agravando o quadro. Outro ponto é não dormir em jejum, nem com estômago cheio, pois ambas as situações podem potencializar a gastrite”, completa o nutrólogo André Veinert.

Fuja desses hábitos e alimentos!

Além da alimentação, os hábitos durante as refeições contribuem para o surgimento dos desconfortos no estômago. Veja a seguir dicas que ajudam a impedir que eles aconteçam.

  • Evite o café após as refeições
  • Ao invés dos chás preto ou mate, prefira os chás mais claros ou o verde
  • Chá de camomila também é aliado, pois acalma as paredes do esôfago
  • Fuja das gomas de mascar, pois ao mastigá-la, o estômago dá início ao processo de digestão, produzindo ácido
  • Evite sucos em pó
  • Não coma frituras
  • Cuidado com alimentos embutidos
  • Pegue leve com leites e derivados
  • Maneire nas pimentas
  • Exclua o açúcar
  • Consuma pouca carnes vermelha

 

Texto: Redação Alto Astral

Consultoria: André Veinert, nutrólogo; Ricardo Portieri, gastroenterologista.

 

LEIA TAMBÉM: