Primeiros passos: cuidados com o bebê

Um dia você se surpreende ao ver que seu neném já engatinha. Poucos meses depois, mais uma surpresa: ele levantou e já está andando sozinho. Como lidar?

Bebê engatinhando
FOTO: Shutterstock.com

Um dia você se surpreende ao ver que seu neném já engatinha. Poucos meses depois, mais uma surpresa: ele levantou e já está andando sozinho. Seu filho está dando os primeiros passos para a vida. Como lidar?

Bebê engatinhando

FOTO: Shutterstock.com

Desenvolvimento motor

Segundo o pediatra José Aurélio Medeiros Andrade, a criança começa a andar, em média, aos 10 meses. Mas, dependendo do peso do bebê, isso pode variar. “Os mais gordinhos demoram um pouco mais por conta do peso e os bebês prematuros só atingem peso e estatura com dois anos, o que pode atrasar também os primeiros passos da criança”.

Engatinhar ajuda

É por volta dos 7 ou 8 meses que os pequenos começam a explorar o mundo que vivem. Alguns se arrastam de barriga e a maioria explora a força dos joelhos. Eles precisam vivenciar esta experiência. Deixe o bebê engatinhar à vontade, pois ele sabe a hora certa de se arriscar a andar. Este é o momento também para verificar se a casa oferece todas as condições de segurança, como armários trancados e também a retirada de objetos quebráveis ou pequenos.

Veja também
Primeira papinha: dicas para a alimentação do bebê
Doenças e os bebês: anemia, diarreia e infecção urinária
Dormir com os pais: cuidados com o bebê

Um passo de cada vez

Quando o bebê chega ao oitavo mês, ele começa a rolar voluntariamente e está pronto para engatinhar. Entre o nono e o décimo mês, ele já engatinha com facilidade e começa a ficar em pé, apoiando-se nas pessoas e nos móveis. Aos 11 meses, a criança arrisca os primeiros passinhos, mas sempre precisando de um apoio. É na metade do décimo primeiro – até o décimo quarto mês – que ela começa a andar sozinha.

Matéria publicada na revista Guia do Bebê Fisher-Price, da Editora Alto Astral
Consultoria: Dr. José Aurélio Medeiros Andrade, pediatra. Revisão: Carolina Guidio Cachoni