Prato equilibrado: confira o que não pode faltar no cardápio!

Combinar uma variedade de alimentos é essencial para ter uma prato equilibrado com os nutrientes que o seu corpo precisa. Confira algumas dicas!

variedade de alimentos
Foto: iStock.com/Getty Images

Montar um prato equilibrado é a estratégia certa para quem busca uma alimentação saudável, rica em nutrientes, e com capacidade para atuar diretamente colaborando para o bom funcionamento do organismo.

Cada alimento saudável que compõe a mesa possui nutrientes que são bastante necessários para o bom funcionamento do organismo. A falta ou excesso de um deles, por exemplo, pode, inclusive, afetar o humor e a disposição. Por isso, manter uma alimentação balanceada é o passo principal para iniciar a corrida por um corpo mais saudável.

É importante lembrar que só a prática de atividades físicas não é o suficiente para manter a saúde em dia, pois, se certos nutrientes estiverem em quantidades inadequadas na alimentação, faltará energia e disposição para que os exercícios obtenham os resultados esperados. Por isso, optar por um prato equilibrado na hora de se alimentar é fundamental.

Prato equilibrado variedade de alimentos

Foto: iStock.com/Getty Images

“A combinação de proteína, cereais integrais e vitaminas é muito importante, já que englobam os nutrientes indispensáveis para o bom funcionamento do corpo. Assim, é possível obter mais energia para fazer as atividades diárias, pois as proteínas dão mais força. Já as vitaminas e minerais regulam o organismo”, ensina a nutricionista Paula dos Santos Ribeiro.

Prato equilibrado: como montar?

Os nutrientes desempenham papéis fundamentais para que o corpo se mantenha sempre forte e saudável. Confira quais deles devem estar presentes com maior frequência na hora do almoço e do jantar:

Verduras, legumes e frutas: o maior espaço deve ser reservado para as verduras, legumes e frutas, que podem ocupar metade do prato. Eles fornecem fibras, vitaminas e minerais, agentes indispensáveis para a saúde, contribuindo para o bom funcionamento do intestino, do metabolismo e a manutenção dos ossos, sucessivamente.

Proteínas: presente em carnes, ovos e queijos, por exemplo, as proteínas devem ocupar mais ou menos 1/4 do prato. No caso das carnes, é importante sempre optar pelas que forem mais magras, evitando assim o consumo elevado de gorduras.

Carboidratos: batata, massas em geral e arroz são exemplos ricos neste nutriente, que tem entre suas funções a de proporcionar energia ao corpo. O seu consumo não deve ser exagerado, portanto 1/4 do prato, em média, é espaço mais do que suficiente para os carboidratos.

Texto Redação alto Astral 

Leia também: