Conheça os poderes de cura da terapia reiki

De origem oriental, a terapia reiki pode trazer diversos benefícios para você ter um dia a dia mais calmo e com muito bem-estar

A foto mostra uma mulher deitada em uma sessão de terapia reiki
Foto: Shutterstock.com

Relatos que envolvem canalização de energia para cura são milenares, mas só se popularizaram mesmo no início do século 20. Tudo porque, como conta a terapeuta holística habilitada em terapia reiki, Renata Forcioni Bittencourt, os métodos existentes utilizavam a energia da pessoa que estava servindo de canal, o que a deixava exausta ao término da sessão.

“Foi após longos períodos de meditações e jejuns que o monge Mikao Usui alcançou a iluminação, e com ela recebeu todas as informações para uma nova técnica, nascendo aí o reiki”, explica a profissional.

Rei significa “universal” e Ki corresponde à energia vital, portanto, o reiki consiste numa energia viva e inteligente do universo. “O reikiano não utiliza sua própria energia, mas a canaliza do próprio cosmos, por meio da imposição de mãos e dos símbolos”, explica a terapeuta holística Maria Cristina Cury.

De acordo com a terapeuta holística e mestre reiki Patrícia Cândido, “perdemos energia quando temos medo, raiva, tristeza, além de sentimentos, pensamentos e atitudes nocivas. E são essas perdas de energias que geram as doenças físicas, pois os órgãos precisam vibrar em uma determinada frequência para que tenham bom funcionamento”. Cabe ao reikiano canalizar a energia captada do universo e equilibrar os chacras (centro de energia do nosso organismo), atuando em enfermidades físicas e mentais.

“Os benefícios da terapia reiki são enormes: aumenta a imunidade, alivia o estresse, melhora a concentração, alivia dores, limpa órgãos, acelera recuperações de cirurgias, diminui efeitos colaterais de tratamentos agressivos como quimioterapia, entre outros”, sintetiza a terapeuta Renata. A especialista destaca que o reiki deve atuar em parceria com tratamentos médicos convencionais – sendo, assim, uma terapia complementar e não substitutiva – e que é importante ser, ao menos na etapa inicial, aplicado em sessões semanais.

LEIA TAMBÉM

Texto e entrevista: Victor Santos/Colaborador – Edição: Giovane Rocha

Consultorias: Maria Cristina Cury, terapeuta holística (www.centrodosflorais.com.br); Patrícia Cândido, mestre reiki e uma das fundadoras da instituição Luz da Serra (www.luzdaserra.com.br); Renata Forcioni Bittencourt, terapeuta holística habilitada em reiki, cromoterapia, aromaterapia e florais de Bach