Planos para pós pandemia? Saiba como eles podem diminuir a ansiedade

Por que você deve começar a fazer planos para a pós pandemia

O psicólogo da rede educacional Minds Idiomas, Augusto Jimenez, desvenda o que acontece na mente quanto raciocinamos a nossa volta ao "novo normal"

planos para pós pandemia
Foto: Shutterstock

Encontrar todos os amigos em um barzinho, começar um novo projeto pessoal, viajar para outro país, arranjar o tão sonhado emprego ou, simplesmente, andar de bicicleta. São vários os planos para pós pandemia que muita gente vem desenhando e arquitetando ao longo de tantos dias de isolamento.

Porém, como o ser humano não é programado para mudanças, e tende a sempre buscar segurança e conforto, o cenário atual tem gerado grande ansiedade. O conceito de normalidade está atrelado ao de proteção, e é por isso que este período de reclusão é considerado atípico.

Para aqueles que não pensam no futuro ou não conseguem se concentrar em medidas a longo prazo, os efeitos da quarentena podem ser ainda mais intensos. Por isso que, planejar o que fará quando todo esse momento passar, é essencial para um melhor processamento do que estamos vivendo dia após dia.

Saiba como criar planos para pós pandemia pode te ajudar

1. A ansiedade diminui

Isso mesmo! A adrenalina, que pode potencializar a ansiedade, tende a diminuir quando nos acalmamos e aceitamos a situação. Ao anotar os seus projetos e traçar ações para alcançá-los, mesmo em casa, você consegue ter uma expectativa na mente de término do confinamento.

2. A endorfina é produzida

Ao anotar e começar a cumprir pequenos passos para conquistar os seus planos para pós pandemia, picos de endorfina começam a ocorrer. Por exemplo, se você deseja emagrecer 10 quilos até o fim da quarentena, e começar a caminhar na esteira em casa e/ou comer melhor, terá a sensação de estar fazendo algo em prol do seu objetivo. Isso traz satisfação ao seu cérebro e esse hormônio é desencadeado.

3. O seu currículo ficará melhor

Sempre que criamos listas de objetivos, ao menos uma das metas se trata de um desejo profissional. Se você perdeu o emprego neste período ou quer crescer na sua carreira após tudo isso passar, ao iniciar um curso de idiomas ou de especialização, você chega mais próximo da meta.

Na Minds Idiomas, por exemplo, as matrículas cresceram 10% neste período. Isso porque além de apenas 3% da população brasileira ser fluente no inglês, o idioma será o diferencial no momento da contratação, após a pandemia. Isso sem contar o maior tempo disponível, já que ficamos dias em casa e não gastamos horas no transporte público.

4. Melhora a sua capacidade neural e diminui a sensação de solidão

O ser humano tem a necessidade de contato com outros indivíduos. Nossa capacidade neural evolui ao criarmos uma comunicação com as pessoas, mesmo que seja por vídeo. Isso envolve todos os mamíferos, incluindo a nós. Por isso, ao anotar as suas metas e percorrê-las, você pode contá-las e compartilha-las com seus amigos e familiares. Isso reflete a sensação de pertencimento e a satisfação individual de estar perseguindo os próprios objetivos.

5. Seu convívio em casa será melhor

Ao escrever seus planos para pós pandemia e começar a percorrer o caminho para alcançá-las, você dará início a uma rotina mais estabelecida em casa. Por exemplo: metas como fazer um intercâmbio ou ter uma nova colocação no mercado de trabalho fará com que você se dedique para um idioma e veja a sua evolução nele. Traz satisfação, você terá o seu tempo preenchido e, concomitantemente, as suas relações sociais com quem mora com você melhorará. Porque você estará mais estável psicologicamente.

Leia também: