Plano Collor: como ocorreu a implantação? Relembre!

Existem alguns fatos que não ficam sob o holofote e são segredos que mudaram os rumos da história. Relembre as consequências da criação do Plano Collor

Foto oficial do presidente Fernando Collor de Melo.
Fernando Collor de Mello (FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons)

Há controvérsias sobre quem foi o verdadeiro dono da ideia. Mas é fato que bastou a vitória de Fernando Collor de Mello para a presidência do Brasil ser confirmada, em dezembro de 1989, para que sua assessoria econômica começasse a elaborar, em segredo, o pacote de medidas conhecido posteriormente como “Plano Collor”, implantado oficialmente em 27 de fevereiro de 1994. O novo presidente mal se instalou no Palácio do Planalto e, no dia seguinte à posse, anunciou as novas ordens da economia, entre elas o confisco da poupança de boa parte dos brasileiros.

Foto oficial do presidente Fernando Collor de Melo.

Fernando Collor de Mello (FOTO: Reprodução/Wikimedia Commons)

Do dia para a noite, não era mais permitido sacar aqueles recursos guardados por anos a fio para reformar a casa ou comprar um carro. A inflação caiu, mas levou junto a liquidez e a atividade econômica do País: o resultado foi a mais longa recessão já observada na história do Brasil. Vinte anos depois, ainda há quem recorra à Justiça para recuperar recursos bloqueados nessa época.

LEIA TAMBÉM

Texto: Redação Edição: Ana Beatriz Garcia