A pílula da inteligência é um mito

A Ritalina, conhecida como "pílula da inteligência" não tem exatamente o mesmo efeito que sua fama. Entenda como o remédio é utilizado pela medicina

pílulas inteligência.jpg
FOTO: Shutterstock Images

Uma pesquisa realizada pela Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) revelou que a Ritalina, também conhecida como pílula da inteligência, só faz efeito para pessoas com Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

O remédio ficou conhecido não só entre os portadores do transtorno, como também por pessoas que buscavam aumentar a capacidade cognitiva e de concentração. O uso, porém, era feito sem prescrição médica e sem pesquisas científicas que comprovassem o efeito.

 

pílulas inteligência.jpg

FOTO: Shutterstock Images

O estudou contou com a participação de 36 voluntários saudáveis, com idades entre 18 e 30 anos, que ingeriram um comprimido, sem saber se era placebo ou Ritalina. Posteriormente, foram submetidos a testes de memória e atenção, com a duração de duas horas.

O desempenho dos dois grupos foi similar, comprovando que a Ritalina não aumenta a capacidade cognitiva de pessoas saudáveis. Vale ressaltar também que a automedicação, além de não ser indicada, possui risco de efeitos adversos, já que o remédio afeta o sistema cardiovascular e pode causar taquicardia.

10 dicas para aumentar sua inteligência

1. Imaginar que sua inteligência pode se expandir é um excelente começo.

2. Pensar e ter uma atitude positiva contribui para o aumento das aptidões cognitivas.

3. Critique todos os seus pensamentos negativos e qualquer atitude que possa te trazer medo e angústia.

4. Tente não perder o controle e mantenha sempre as rédeas da situação.

5. Aprenda algo novo. Um estudo da Universidade de Hamburgo comprovou que jovens que aprenderam malabares apresentaram melhoras no raciocínio.

6. Aprender um novo idioma aumenta a capacidade de reconhecer, adquirir e acumular informações.

7. Procure relaxar. Momentos sem nada para fazer podem aumentar a capacidade cognitiva.

8. Leia mais! Além de melhorar a memória, você aprende novos conteúdos e fica sabendo um pouco sobre os mais variados temas.

9. Ria. O riso pode deixar o cérebro mais aberto a novos pensamentos.

10. Meditar é uma ótima prática que relaxa o corpo e a mente.

 

Leia também!

Inteligência emocional: dicas para estimular a sua

Aprenda com os gênios: Albert Einstein

Criatividade: saiba como desenvolvê-la no trabalho

 

Texto: Andrey Seisdedos/Colaborador e Karina Alonso/Colaboradora – Edição: Giovane Rocha/Colaborador