Pets e crianças: como os animais ajudam no desenvolvimento dos filhos

Saiba mais sobre a importância dos pets no desenvolvimento das crianças e como ter um animalzinho em casa pode fazer toda a diferença!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 20/01/2021 às 17:00
Atualizado às 17:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Que um animalzinho é tudo de bom ninguém tem dúvida. Mas estudos mostram que os pets também trazem enormes benefícios para famílias com crianças e contribuem para o desenvolvimento delas, tanto nas habilidades sociais como na saúde em geral.

Apesar da resistência de alguns pais em ter um gatinho ou cachorrinho, a convivência só tem a agregar aos filhos. No entanto, antes de adotar um bichinho, é importante ter consciência de todas as suas necessidades e que ele pede muita atenção e cuidados. Mas, se você ainda está em dúvida se essa é ou não uma boa escolha, confira alguns motivos que vão te deixar com ainda mais vontade de ter um animalzinho em casa!

5 motivos para ter pets em uma casa com crianças

O pet pode agir como confidente da criança

A maioria das crianças fala com os seus animais de estimação e acredita que eles escutam e entendem como elas se sentem, especialmente quando estão bravas. Por isso, é uma ótima forma deles desabafarem e expressarem seus sentimentos.

Eles ensinam a ser responsáveis pelos outros

Os animais precisam de cuidados como passeio, alimentação, escovação ou limpeza e colocar os pequenos para fazer essas atividades diárias é uma ótima opção! Assim, as crianças percebem a importância de ter responsabilidade por eles.

São companheiros nas brincadeiras

Isso faz com que as crianças tenham uma oportunidade de interação social e exercício, dois aspectos ausentes em muitas das atividades lúdicas modernas para os filhos. Pode ter certeza que com pets em casa as crianças irão se divertir muito!

Eles ensinam sobre a vida

Ao ter um pet em casa, a criança vê algumas coisas que os pais podem ter dificuldade em comentar ou ensinar, como o acasalamento, a caça e a dor da perda quando o bichinho morre.

Eles contribuem para o desenvolvimento das habilidades sociais, emocionais e autoestima

Já foi provado que as crianças que crescem em um lar com animais de estimação demonstram mais aptidões sociais e transformam-se em adultos socialmente mais competentes do que as crianças que não tiveram pets.

Além das vantagens para a socialização, crianças que têm pet possuem um sistema imunitário mais forte e é menos provável que desenvolvam alergias a alimentos ou asma. Então, se você tem crianças, mas ainda não tem pets, não tem porquê não adotar um, não é mesmo?

Colaboração: Papo de Animais – João Pedro Lúcio, Consultor de Operações da Maria Brasileira | Edição: Mariana Oliveira

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.