Guia da adoção: tudo o que você precisa saber sobre adotar um pet

Calendário de vacinação, alimentação e cuidados no lar são alguns pontos destacados pelo veterinário para receber o cãozinho

Preparado para receber seu novo melhor amigo?
Preparado para receber seu novo melhor amigo? - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 29/10/2021 às 15:00
Atualizado às 15:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Um novo amigo está chegando em casa? Então é hora de se preparar! Para receber o pet, cuidados com alimentação, vacinação, higiene e ajustes na casa são fundamentais para tudo dar certo. E para saber o que ele deve comer e quais vacinas deve tomar, por exemplo, essa grande amizade precisa começar com uma ida ao veterinário, viu? 

“A consulta é essencial para definir quantidade e tipo de alimento, além de indicar o uso de vermífugos, antiparasitários e completar o esquema vacinal do animal. Depois, é a vez de se aventurar pelos corredores do pet shop e comprar alguns itens que serão necessários”, ressalta o veterinário Carlos Moraes. 

Veja os itens elencados pelo médico: 

  • ração e petiscos, se permitido;
  • tigelas (aqui, Carlos recomenda as de aço inoxidável, pois têm maior durabilidade);
  • coleira e guia de identificação para o pet ser identificado caso se perca;
  • caixa de transporte ou cinto próprio para animais;
  • grades ou portões separadores, se for preciso isolar alguma área da casa;
  • desinfetante para ambientes com cães e/ou tapetes higiênicos;
  • escova e pasta de dente;
  • brinquedos;
  • cama ou casinha.

De olho na saúde do pet

Segundo Carlos, entre as vacinas necessárias para os cães está a antirrábica, após os três meses, que protege contra a raiva e é aplicada gratuitamente por órgãos públicos. A V8 deve ser aplicada em três seções com espaço de 21 a 30 dias e protege contra cinomose, parvovírus, adenovírus tipo 2, parainfluenza, coronavírus e leptospirose causada pelas cepas icterohaemorrhagiae e canicola. Já a V10 segue o mesmo esquema da anterior, mas também oferece imunização contra outras duas cepas também causadoras da leptospirose, a grippotyphosa e a Pomona. 

Ficou com dó de tantas picadas? Vale lembrar que manter seu amigo imunizado é essencial para a saúde e prevenção de doenças que podem até levar à morte. Aliás, existem outras vacinas recomendadas. “Para imunizar os cachorrinhos também são importantes vacinas que combatem a gripe canina, giardíase e leishmaniose”, lembra o veterinário. 

Onde adotar? 

Você pode encontrar seu novo melhor amigo através de Organizações Não Governamentais (ONG’s). Conheça algumas: 

AMPARA Animal

Adote Petz

Acãochego

Cão Sem Dono

Instituto Luisa Mell

Fontes: Carlos Moraes, médico veterinário e responsável pela Clínica Pigovet

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.