Connect with us

O que você está procurando?

Alto Astral
Bateu aquela dúvida sobre quais alimentos o cachorro pode ou não comer? Conversamos com uma veterinária para montar essa lista — e ovo está incluso!
Saiba quais 'comidas de humanos' podem estar presentes na dieta do seu pet - Shutterstock

Pets

Cachorro pode comer ovo? Conheça alimentos humanos permitidos

Bateu aquela dúvida sobre quais alimentos o cachorro pode ou não comer? Conversamos com uma veterinária para montar essa lista — e ovo está incluso!

[PAGE TITLE]

Quem é tutor de cachorros com certeza já se pegou em dúvida sobre quais alimentos próprios para o consumo humano poderiam ser oferecidos ao pet. Afinal, embora tenham alguns bem conhecidos, como frango e frutas, por exemplo, existem outras opções difíceis de saber se o animal pode ou não comer. 

Para acabar com essas perguntas, ouvimos a médica veterinária integrativa Laissa Santiago, que listou algumas comidas queridas pelos tutores e que são ótimas pedidas para o cardápio do animal. Confira! 

Cachorro pode comer ovo? Conheça alimentos humanos permitidos
Descubra os alimentos permitidos e proibidos para o seu cachorro (Crédito: Shutterstock)

 

O cachorro pode comer

  • Carnes magras, como patinho, músculo, peito de frango e lombo suíno;

 

  • Ovos de galinha, codorna, pata ou perua;

 

  • Peixes, como filé de tilápia sem espinhas, salmão, sardinha, cavalinha e manjuba;

 

  • Legumes de baixo índice glicêmico. Algumas opções são: abobrinha, chuchu, pepino, brócolis, abóbora, cenoura, beterraba e folhas verde-escuras; 

 

  • Carboidratos saudáveis, ou seja, batata-doce, mandioquinha e inhame;

 

  • Temperinhos como manjericão, orégano, salsa, coentro, alecrim e tomilho. 

Mesmo sendo permitidos, lembre que cada organismo é único, tudo bem? Então, vale sempre consultar o veterinário antes de incluir um novo alimento na dieta do pet.

Cachorro pode comer ovo? Conheça alimentos humanos permitidos
O brócolis está liberado na dieta dos cães! (Crédito: Shutterstock)

 

O cachorro NÃO pode comer

 

  • Carambola: apresenta grandes quantidades de ácido oxálico, prejudicial  ao rim;

 

  • Cebola: contém uma substância chamada tiossulfato, que, embora inofensiva para nós, é tóxica para cães e gatos. Entre os efeitos está a destruição dos glóbulos vermelhos, levando a um quadro de anemia hemolítica;

 

  • Macadâmia: pode causar fraqueza, diarreia, vômitos, tremores e febre;

 

  • Casca e folhas de abacate: o problema aqui é a persina, uma toxina que pode causar diarreia, vomito e alterações na frequência cardíaca;

 

  • Uvas: também contém uma substância tóxica, a qual ainda não é totalmente conhecida, que pode levar à alterações, como aumento da frequência urinária e da ingestão de água por provocar lesões nos rins.

Esses são os proibidos, hein?! Logo, evite deixá-los em locais que o cãozinho alcance e, em caso de ingestão, busque ajuda imediatamente! 

Cachorro pode comer ovo? Conheça alimentos humanos permitidos style="display: none; top: 4px !important; left: 177px !important;" width="36" height="16">
O cão deve ficar longe de qualquer tipo de chocolate! (Crédito: Shutterstock)

 

Vantagens da alimentação natural

Não importa o tempo que passe, viu? Quando o assunto é a alimentação dos cachorros, sempre surge aquela grande questão: é melhor dar comida ou ração? A resposta para essa pergunta deve ser encontrada junto do médico veterinário, pois depende de diversos fatores, como saúde, rotina e até questões financeiras. 

Contudo, Laissa argumenta que a Alimentação Natural (AN) é, sim, uma tendência. “A AN pode ser customizada para cada caso. Para animais com problemas urinários, diabetes, câncer, cardíacos... Conseguimos elaborar uma dieta totalmente específica. Além disso, toda dieta natural possui pelo menos 70% de água (umidade), o que facilita a digestão dos alimentos e protege diretamente a saúde dos rins e do trato urinário”, aponta. 

Cachorro pode comer ovo? Conheça alimentos humanos permitidos
A Alimentação Natural é composta por 70% de água (Crédito: Shutterstock)

 

E as vantagens não param por aí, sabia? A médica explica também que as fezes do animal tendem a ficar mais firmes e com menos odor, sobretudo por se tratar de uma alternativa mais saudável, sem aditivos químicos, como conservantes sintéticos, os quais podem ser prejudiciais à saúde dos pets. Por fim, ela diz ser uma boa opção para os bichinhos que nem sempre querem comer. Fim da briga! 

Fonte: Laissa Santiago, médica veterinária integrativa. 

Advertisement
Advertisement

Mais notícias interessantes como essa

Entretenimento

Indicada em 25 categorias da premiação, "Succession" concorre por conta da aclamação de sua terceira temporada

Saúde

A toxina botulínica – conhecida comercialmente como botox – também é responsável por aliviar os sintomas de outros problemas de saúde; confira quais são

Beleza

Se assim como na comédia romântica bastou piscar e, de repente, você está com 30 anos, é melhor ajustar o skincare, viu?

Moda

Veja ideias de looks que provam que a camisa de time não precisa ficar limitada aos jogos de futebol

Amor e Sexo

Considerado o brinquedo sexual favorito dos brasileiros, o vibrador também pode ajudar no alívio da tensão e até em casos de vaginismo; entenda

Entretenimento

O ano de 2022 já nos proporcionou várias séries incríveis e, agora que temos mais tempo, chegou a hora de assistir; veja a seleção

Casa & Decor

Agora que as crianças estão em casa de férias, é inevitável que elas façam bagunça, né? Veja e aprenda a limpar giz de cera da parede

Moda

Fique por dentro das cores que estão bombando no universo da moda em 2022 e acerte de vez nos looks