4 dicas para seu cachorro lidar bem com a chegada do bebê

Se o nascimento se aproxima, é hora de conferir alguns truques para esses irmãos se darem bem!

Com dicas estratégicas, cachorro e bebê podem ter uma relação de companheirismo e sem ciúme
Com dicas estratégicas, cachorro e bebê podem ter uma relação de companheirismo e sem ciúme - Shutterstock

por Thaís Lopes Aidar
Publicado em 05/12/2021 às 10:00
Atualizado às 10:00

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Cada vez mais os pets são vistos e tratados como filhos nas famílias. Mas esse cenário pode mudar um pouquinho quando um novo bebê — dessa vez humano — chega ao lar. Obviamente essa nova vida causará impacto na rotina da casa, uma vez que demanda muitos cuidados específicos. Acontece que essas mudanças costumam deixar os cãezinhos bastante ansiosos, alterando, inclusive, seu comportamento. 

Será possível driblar essa situação e garantir o bem-estar de ambos os filhos? Alto Astral conversou com a médica veterinária Priscila Rizelo e elencou algumas dicas infalíveis para tornar esse período de adaptação mais fácil de lidar. Vem conferir! 

1- Respeito o espaço do seu cão

Ainda que você deseje muito, pode levar um pouco de tempo para que pet e bebê sejam melhores amigos. Afinal, eles precisam se conhecer melhor e entender essa relação antes de qualquer coisa, né? Todas as mudanças podem causar uma excitação inicial no cachorro, mas isso vai acalmando com o passar do tempo e uma adaptação surgirá trazendo aceitação a esse novo membro da família. Ou seja, calma! 

2- Aposte nas interações saudáveis 

Interação é o princípio básico para qualquer relação começar. Sendo assim, estimule momentos de contato entre os dois, mas sem forçar a barra. Aposte naquilo que é saudável e natural, ok? Aproveite a curiosidade do cão para deixá-lo conhecer melhor o bebê. Porém, lembre-se de jamais deixá-los juntos sem supervisão!

3- Saiba dividir a atenção

Assim como uma mãe com mais de um filho humano precisa dividir a atenção entre todos, você também precisará. É claro que o recém-nascido demandará muito tempo e cuidados, mas não deixe seu bichinho de lado por isso. Além de incluí-lo sempre que possível nas atividades da família, mantenha os horários aos quais ele está habituado, como de alimentação, passeio e brincadeiras. Isso porque a falta de atenção e carinho nesse momento pode tornar tudo ainda mais difícil para o pet.

4- Relaxe seu cãozinho

Se ansiedade será um dos principais problemas para o cão, não há nada melhor do que ajudá-lo a relaxar! Para isso, existem muitas técnicas disponíveis: atividades, passeios, brincadeiras, brinquedos interativos, vídeos e playlists desenvolvidos exclusivamente para pets, alimentos com princípios ativos específicos, entre outras. O que vale é mantê-lo entretido e calmo! 

Embora as dicas sejam pensadas para ajudar nessa situação, é preciso pensar que cada animalzinho é de um jeito, né? Por isso, esteja atento ao comportamento do seu pet e, caso note algo fora do normal, não hesite em buscar ajuda do veterinário, ok? Além disso, manter as consultas, exames e vacinas do animal em dia é muito importante para esse novo momento dar certo! 

Fonte: Priscila Rizelo, médica veterinária e coordenadora de comunicação científica da Royal Canin. 

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.