Reflexão de Papa Francisco sobre Maria Madalena e a ressurreição de Cristo

Papa Francisco passa uma mensagem de esperança sobre Maria Madalena e a ressurreição de Cristo em sua Assembléia Geral. Confira!

Na imagem, o papa francisco está sorrindo e acenando em sua assembleia geral sobre maria madalena e a ressurreição.
(Foto: Reprodução/Copyright L’Osservatore Romano)

Na periódica Assembléia Geral do último dia 17 de maio, o Papa Francisco fez uma reflexão sobre Maria Madalena e a ressurreição de Cristo, já que a santa foi a primeira a presenciar Jesus ressuscitado. Confira um pouco sobre sua mensagem de esperança!

O papa começa sua reflexão lembrando do dia em que Maria Madalena caminhou, com olhar triste, de manhã até o túmulo de Cristo, como qualquer outra pessoa que que anda pelas vielas dos cemitérios para recordar daqueles que partiram desse mundo. “Os vínculos mais autênticos não são interrompidos nem sequer pela morte: alguns continuam a amar, não obstante a pessoa amada tenha partido para sempre”, reflete o pontífice.

Ao se deparar com o sepulcro aberto e vazio, Maria Madalena não se deixa entusiasmar tão rápido. Ela volta até onde os discípulos estavam e conta que alguém roubou o corpo de Jesus enquanto todos dormiam. O santo padre conta que Maria não se cansava, era teimosa, ia e voltava do túmulo de Cristo, “Maria sofre duplamente: antes de tudo pela morte de Jesus, e depois pelo inexplicável desaparecimento do seu corpo”, conta o papa.

Na imagem, uma pintura de quadro representa Jesus ainda vivo e Maria Madalena andando juntos, ela com uma jarra na mão. Maria Madalena e a ressurreição.

(Foto: Reprodução/Pixabay)

E então, quando estava inclinada na sepultura, com os olhos marejados de lágrimas, Maria Madalena presencia o que o Papa Francisco chama de maior acontecimento da história humana, a ressurreição de Jesus quando este aparece e diz “Maria”. “Como é bonito pensar que a primeira aparição do Ressuscitado — segundo os Evangelhos — teve lugar de um modo tão pessoal! Que há alguém que nos conhece, que vê o nosso sofrimento e a nossa desilusão, que se comove por nós e nos chama pelo nome”, reflete o santo padre, “em volta de Jesus há muitas pessoas que procuram Deus; mas a realidade mais prodigiosa é que, muito antes, há sobretudo Deus que se preocupa com a nossa vida, que a quer reanimar, e para fazer isto chama-nos pelo nome, reconhecendo o semblante pessoal de cada um. Cada homem é uma história de amor que Deus escreve nesta terra. Cada um de nós é uma história de amor de Deus. Deus chama cada um de nós pelo nome: conhece-nos pelo nome, olha para nós, está à nossa espera, perdoa-nos, tem paciência com cada um de nós. É verdade ou não? Cada um de nós vive esta experiência”.

Por fim, o Papa Francisco conta que Maria Madalena, com a visão inesperada de Jesus, torna-se muito feliz. Queria abraça-lo, mas é designada a contar aos outro sobre a ressurreição e levar consigo uma mensagem de esperança ao povo.

LEIA TAMBÉM

Texto: Camila Ramos