Padre Robson explica como ter uma Páscoa abençoada; confira!

Entenda o significado e a importância da Páscoa para os cristãos!

Por Thomas Garcia - 12/04/2019

Foto: Getty Images

Nos dias 19, 20 e 21 de abril celebramos a Sexta-Feira Santa, o Sábado de Aleluia e o Domingo de Páscoa, respectivamente. Nestas datas, devemos elevar nossos pensamentos ao Criador e refletir sobre a morte e Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo, que morreu para nos dar a vida eterna. Para entender melhor o que essas datas significam em nossas vidas, leia com atenção as palavras do Padre Robson de Oliveira e torne sua Páscoa ainda mais abençoada!

Reflexões sobre as palavras sagradas

“Feliz Páscoa! Feliz ressurreição com Cristo Jesus. A luz finalmente brilhou sobre as trevas. Não é mais a treva, o pecado e a morte que falam mais forte neste mundo, nesta vida, nesta realidade, mas é a luz de Deus. O túmulo estava vazio. Eles ainda não tinham compreendido, finaliza o Evangelho, aquilo que as Escrituras mesmo afirmavam, que Ele devia ressuscitar dos mortos. Era um processo pedagógico que ainda aconteceria na vida dos discípulos de Jesus. Eles começariam a lembrar das palavras de Jesus. Eles começariam a compreender esta realidade a partir dos profetas, a partir daqueles que anunciaram, no Antigo Testamento, que viria o Messias ungido de Deus, o servo sofredor do Senhor, e que ele traria a salvação para a humanidade. O Cordeiro Pascal. A aliança definitiva do Pai Eterno. Compreenderiam isso mais tarde, e plenamente compreenderam o Pentecostes. Quando de fato o Espírito Santo desceu sobre todos, eles compreenderam sua missão específica de anunciar, pela força da graça de Deus, o amor do Ressuscitado.”

 

Padre Robson Páscoa

Foto: divulgação

 

Nossa missão

“Essa é missão que eu e você temos em nossas vidas: anunciar Jesus, luz que brilha nas trevas, força para nossas vidas. Esse Jesus que não nos deixa perecer. Esse Jesus que aquece o nosso coração, que fortalece nossa alma, que nos permite dizer, pela sua graça, pelo seu amor: ‘Deus é nosso Pai’. Nós somos filhos amados do Divino Pai Eterno. É por Ele que nós conhecemos essa face verdadeira de Deus, esse rosto sublime do Santíssimo e Altíssimo Deus Todo-Poderoso. Meu irmão e minha irmã, é nesta Páscoa, neste tempo pascal que nós somos convidados a mergulhar nesse mistério central de nossa fé. Deus me ama. Deus me quer para ele. Deus não aceita dividir o meu coração com este mundo. Dividir a minha vida com os esquemas desta vida. Deus me quer para Ele e somente para Ele. Estando no mundo, mas não sendo do mundo. (…) Este Jesus que não foi compreendido, que não foi amado pelos de coração mau, pelos de alma má. Este Jesus foi perseguido, caluniado, preso, crucificado e morto. Vocês sabem disso. Mas o seu nome foi exaltado, porque Deus o ressuscitou. E ao nome de Jesus, quem com Ele estiver na fé, terá também, no seu nome, o perdão dos pecados.”

 

Jesus, a luz da vida

“Jesus não é uma realidade singular, desligada. (…) Ele é a nova e definitiva aliança do Pai Eterno para com a humanidade. Meu irmão e minha irmã, esta realidade nós louvamos na Páscoa. (…) Esta luz que é Jesus, este Cristo, luz do mundo deve também ser a luz do meu coração, do seu coração, luz da sua vida. (…) Por isso nós não devemos ser homens e mulheres mundanos, mas iluminados, celestiais. Nós devemos viver como ressuscitados, assim como Cristo viveu na ressurreição. Nós devemos converter os nossos caminhos, sairmos das trevas do pecado e da morte, aceitando essa realidade tão boa de Deus para nós. Ele, que por nós morreu, por nós vive, para que nós tenhamos vida.”

 

Padre Robson Páscoa

Foto: Shutterstock

 

Como viver para Cristo?

“De que modo podemos viver essa realidade? Aceitando essa luz no nosso coração, deixando o orgulho de lado, deixando os preconceitos de lado, deixando a maldade, a vingança e a ira. Deixando os sentimentos e ressentimentos para trás. Perdoando quem nos ofendeu, ofende e nos ofenderá. Pois só assim seremos libertos da morte, da escravidão, do pecado, para uma vida diferente. Uma vida de ressurreição, uma vida nova. Crer, acreditar, não é a atitude mais difícil de nossa vida. Crer que o Senhor existe, crer no poder do Senhor. Até mesmo os ímpios acreditam. Até mesmo os injustos sabem dessa realidade. Até mesmo os demônios fogem da presença do Altíssimo. Viver na graça de Deus: esta é a realidade que deve nos impulsionar. É a verdade que deve pautar a nossa vida. É o desejo que deve tomar conta do nosso coração, aquecer a nossa alma. ‘Eu quero, Senhor, viver como ressuscitado. Eu quero, Senhor, que a vossa luz que brilha no mundo, brilhe em meu coração’. (…) Não basta chamar a Deus de Pai. Não basta professar a nossa fé. É preciso vivê-la. É preciso se entusiasmar com a palavra de Deus e permitir que ela se torne a minha vida. Que a minha vida se paute por ela. Que os meus sentimentos sejam pautados, também, pela palavra, pelo Evangelho de Nosso Senhor.”

 

O significado da Páscoa

“A Páscoa de Cristo, a vida em Cristo, traz para nós fecundidade, traz para nós uma vida nova, capaz de frutificar e fazer outras vidas frutificarem. Nós somos chamados a sermos diferentes desse mundo, a sermos luzeiros. (…) É na palavra de Deus que diz que a vossa luz brilhe diante dos homens para que eles reconheçam vossas boas obras e louvem o Pai de vocês que está nos Céus. Por isso eu desejo a você, mais uma vez, Feliz Páscoa. Feliz passagem das trevas para a luz. Feliz Páscoa definitiva de uma vida de morte, pecado, de trevas, de angústia, tristeza e desolação, para uma vida de alegria, graça, de vida eterna com o Senhor. Que a sua Páscoa seja realmente uma Páscoa de fecundidade, de amor, de comunhão com os Céus. (…) Olhe para você, para o seu coração, no seu modo de ser, na sua casa, onde quer que você esteja e peça ao Senhor esta graça: ‘Ajudai-me a me converter, Pai Eterno, em vosso filho ressuscitado, para que uma vida nova, possa cada vez mais reinar, se estabelecer dentro do meu coração’. Que você seja um homem e uma mulher de paz, um digno filho amado do Pai Eterno. Um verdadeiro devoto do Senhor Ressuscitado para o amor. Peçamos essa graça ao Senhor, nosso Deus, que nós compreendamos a sua Ressurreição, que nós entendamos que viemos da luz de Deus, e que retornaremos para essa luz. Esta é a sua vocação. Está é a nossa vocação.”

 

Texto: Natália Dario | Edição: Thomás Garcia/Colaborador | Design: Aline Barudi

 

LEIA TAMBÉM: