Os 10 Maiores Gênios da Humanidade

Saiba quem são os 10 maiores gênios da humanidade, homens que com suas descobertas e invenções moldaram o mundo como o conhecemos.

Albert Einstein - Gênios da humanidade
Imagem do cientista Albert Einstein

Seres humanos extraordinários, espíritos avançados, almas abençoadas, cérebros privilegiados, superdotados… Estas são algumas das qualificações possíveis para descrever os maiores gênios da humanidade. Com inventos, descobertas e inovações, eles mudaram a sociedade, a maneira de pensar e até mesmo a vida na Terra. Confira o Top 10 da elite do conhecimento.

Albert Einstein - Gênios da humanidade

Foto: Frederic Legrand / COMEO / Shutterstock

VEJA TAMBÉM:

Dia do Orgulho Nerd: 16 filmes e séries para comemorar a data

Albert Einstein

Quem foi: físico teórico alemão, posteriormente radicado nos Estados Unidos, dos séculos 19 e 20.

Importância: seu sobrenome virou sinônimo de genialidade. Além disso, a Teoria da Relatividade geral é um dos dois pilares da física moderna (ao lado da mecânica quântica). Desenvolveu a fórmula E = mc², em que a energia é igual a massa vezes a velocidade da luz ao quadrado, a equação mais famosa do mundo.

Recebeu o Prêmio Nobel de Física de 1921, por sua descoberta da lei do efeito fotoelétrico, fundamental no estabelecimento da teoria quântica. A intensa atividade intelectual resultou na publicação de muitos trabalhos, entre os quais os livros Por Que a Guerra?, em colaboração com Sigmund Freud, e O Mundo como Eu o Vejo.

Suas obras eram uma síntese do conhecimento sobre o mundo físico, levando a uma compreensão mais abrangente e profunda do universo

Galileu Galilei

Quem foi: físico, matemático, astrônomo e filósofo italiano dos séculos 16 e 17.

Importância: é considerado um dos fundadores da ciência moderna tanto pelas inúmeras e fundamentais contribuições que fez para a física e a astronomia, como pelo pioneirismo na formulação do método experimental, que estabeleceu as diretrizes de todo o raciocínio científico posterior. Em sua obra Sidereus Nuncius (Mensageiro Sideral), defendeu a hipótese de Nicolau Copernico de que a Terra girava em torno do Sol, e não o contrário. Por isso, foi perseguido e processado pela Santa Inquisição e obrigado a negar publicamente suas ideias.

Galileu também estabeleceu as leis fundamentais da mecânica, ao descrever fenômenos como a inércia, contribuiu para o desenvolvimento de aparelhos importantes como o termômetro, o microscópio e o telescópio, além de ter deixado estudos pioneiros nas áreas de geologia, química e meteorologia.

Leonardo Da Vinci

Quem foi: cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, pintor, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico italiano entre os séculos 15 e 16.

Importância: é autor de pinturas mundialmente famosas, como Mona Lisa e A Última Ceia. Deixou mais de cinco mil páginas com estudos nas áreas de anatomia, arquitetura, astronomia, botânica, geologia, geometria, mecânica e óptica. Foi ainda precursor de equipamentos como a bicicleta, o canhão, o submarino e o paraquedas. Com suas criações e obras, Da Vinci deixou um legado imensurável em relação à ciência e à cultura moderna.

René Descartes

Quem foi: matemático, físico e filósofo francês do século 17

Importância: é considerado o pai da matemática moderna, ao propor a fusão da geometria com a álgebra, o que gerou a geometria analítica e o sistema de coordenadas. As duas áreas são referência até hoje no ensino das ciências exatas. Também é tido como o fundador da filosofia moderna.

Outra importante inovação para o pensamento científico foi o método cartesiano, que se vale de etapas e da racionalidade para chegar a ideias claras e distintas. Tal metodologia foi fundamental não somente para a filosofia, mas também para as ciências em geral.

Isaac Newton

Quem foi: físico, matemático e cientista inglês dos séculos 17 e 18.

Importância: em sua obra-prima, Principia Mathematica, publicada em 1687, expôs as teorias sobre a gravitação e os movimentos, que resultaram em leis da física válidas e aplicadas até hoje. Seu trabalho no campo da óptica é igualmente importante. Dedicou-se ainda a estudos sobre teologia, astronomia, filosofia natural e alquimia, de que particularmente era entusiasta. Não se casou e nem deixou herdeiros, mas seu legado para a Ciência é infinito.

Lavoisier

Quem foi: químico francês do século 18.

Importância: é considerado o pai da química moderna, especialmente por ter formulado a lei de conservação de massas, uma das maiores descobertas da química. A partir disso, o químico observou que “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, sua frase mais famosa.

Lavoisier fez também descobertas essenciais para a ciência, como a de que a água não é uma substância pura, mas composta por dois elementos. Foi o primeiro a observar que o oxigênio era um dos componentes da combustão, derrubando a teoria do flogisto. Ele ainda descobriu o hidrogênio, um dos gases que compõem o ar atmosférico.

Thomas Edison

Quem foi: inventor e empreendedor norte-americano entre os séculos 19 e 20.

Importância: mais conhecido pela invenção da lâmpada incandescente, Edison deu muitas outras contribuições para a moldagem do mundo tecnológico atual, como a invenção do fonógrafo, que permitiu a gravação de músicas em dispositivos tecnológicos – é o precursor dos MP3 players e iPods. Suas ideias foram fundamentais para a estrada de ferro eletromagnética, o projetor de cinema, a embalagem a vácuo, a bateria de carro elétrico e a rede elétrica pelo método de corrente direta.

Também ficou conhecido como um grande empreendedor ao fundar o conglomerado Edison General Eletric, que transformou-se na empresa GE anos depois. Incansável, em vida, teve o registro recorde de 1093 patentes.

Ludwig van Beethoven

Quem foi: compositor alemão dos séculos 18 e 19.

Importância: é um dos compositores mais respeitados e influentes da humanidade. Sua obra foi fundamental para a transição do movimento clássico para o romântico, além de colaborar para o desenvolvimento de novas linguagens na música erudita. Compôs nove sinfonias, das quais destacam-se a Nona, talvez sua obra mais conhecida, a Quinta e a Terceira (também chamada de Heroica). Ironicamente, sofreu com a surdez, problema que gerou diversas crises pessoais, mas que não afetou sua criatividade.

Alan Turing

Quem foi: matemático, lógico e cientista da computação britânico do século 20.

Importância: consagrou-se com a construção de uma máquina que, seguindo um sistema formal, podia fazer inúmeras operações computacionais ao mesmo tempo. Devido a seus feitos na área, Turing é conhecido como o “pai da ciência da computação”.

As pesquisas iniciadas por Alan Turing ainda são questões estudadas por vários cientistas modernos. O computador, hoje, é um dos mais populares equipamentos eletrônicos e está presente em lares de todo o mundo. E deve a Turing o lançamento da pedra fundamental de seu desenvolvimento.

Stephen Hawking

Quem é: físico teórico e cosmólogo britânico, anda em atividade.

Importância: entre suas contribuições para a Ciência, destacam-se os estudos sobre os buracos negros, cálculos matemáticos e contribuições para a física teórica comparáveis às de grandes nomes como Albert Einstein e Isaac Newton.

Outro feito importante de Hawking é ter conseguido publicar livros de grande sucesso, mesmo escrevendo sobre complicadas teorias da Física Quântica. Nesse sentido, sua grande obra até o momento é Uma Breve História do Tempo, lançado em 1988, que se tornou um dos trabalhos de divulgação científica mais vendido dos últimos anos.

Texto: Fernanda Villas Bôas, David Cintra e Thiago Koguchi.

Edição: David Cintra