Ômega-3 combate a obesidade e ajuda a manter o peso!

Ômega-3 combate a obesidade e ajuda a manter o peso!

Estudos comprovam ação benéfica do nutriente sobre os níveis dos hormônios insulina e leptina, que atuam no controle do apetite. Além disso, o consumo do ômega-3 ajuda na saúde cerebral!

Ômega-3 combate a obesidade
O nutriente aumenta a síntese de uma proteína que ajuda a transformar o açúcar em energia antes que ele se acumule no corpo. FOTO: Divulgação

O agravamento da obesidade pode estar relacionado à inflamações do organismo, trazendo vários distúrbios (como inflamação do hipotálamo) associadas à doença. Esse sobrepeso excessivo leva, automaticamente, ao acúmulo de glicose na corrente sanguínea, aumentando também o risco para como diabetes, hipertensão e colesterol alto. A Ph.D e consultora científica de OmegaPURE, Dra. Maria Inês Harris, aponta que o consumo de ômega-3 combate a obesidade. “Por inibir a progressão da neuro inflamação, beneficiando o sistema nervoso, essas gorduras insaturadas podem ser muito eficazes nos quadros de obesidade”, afirma a especialista.

Benefícios do ômega-3

De acordo com a Dra. Maria Inês, o consumo de ômega-3 traz benefícios tanto à saúde quanto a estética para pessoas com sobrepeso. De acordo com pesquisadores, o nutriente é eficaz para ajudar não apenas na reversão da obesidade, mas, inclusive, a evitar o reganho de peso após submissão a uma dieta restritiva. Devido à atuação dos ácidos graxos EPA e DHA, há um aumento nos níveis de leptina associado ao consumo de ômega-3, o que melhora a relação fome X saciedade.

Como pessoas obesas podem consumir ômega-3?

Ele deve ser incluído na dieta de pacientes com obesidade a partir da prescrição de um nutricionista. Embora essas gorduras insaturadas possam ser obtidas por meio da alimentação rica em peixes marinhos como salmão, sardinha, atum e cavala, nesses encontra-se também ômega-6 em uma proporção aproximada de 30% de ômega-3 para 60% de ômega-6 (1:2). Dessa forma, a alimentação não corrige o desequilíbrio na dieta típica do brasileiro (da ordem de 1:20) e cuja proporção deveria ser da ordem de no máximo 1:5. “Já o uso de suplementação com produtos contendo EPA e DHA purificados, como OmegaPURE, que apresenta 90% de sua composição desses ácidos graxos, e sem a presença ômega-6, auxilia de forma mais eficiente na reposição adequada de ômega-3”, finaliza a Dra. Harris.

 

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Dra. Maria Inês Harris, Ph.D e consultora científica de OmegaPURE

 

LEIA TAMBÉM: