Sabia que as oleaginosas auxiliam na prevenção de várias doenças? Saiba mais!

Conheça os benefícios de várias oleaginosas na prevenção de doenças, como a avelã, amendoim, macadâmia, castanha de caju, castanha-do-pará e nozes

oleaginosas
Foto: iStock

Investir em castanhas-do-pará, nozes, castanhas de caju ou amêndoas, por exemplo, é uma ótima pedida quando o assunto é saúde. “As oleaginosas em geral possuem gorduras benéficas ao organismo, como as insaturadas, que ajudam na redução do colesterol ruim (LDL) e no aumento do bom colesterol (HDL), além de fornecer vitaminas e minerais antioxidantes, que auxiliam o organismo a combater os sinais de envelhecimento”, ressalta a nutricionista Priscila Meirelles. A seguir, conheça algumas opções para inserir no cardápio, já!

oleaginosas

Foto: iStock

Castanha-do-pará

O alimento é rico em selênio, um mineral que age na tireoide, fortalece o sistema imunológico e afasta o risco de tumores. A oleaginosa ainda é fonte de outros benefícios. “A castanha-do-pará apresenta ômega-3, cujo consumo contínuo pode prevenir doenças como diabetes, colesterol alto, problemas intestinais e secura nos olhos, além de ser um forte aliado no tratamento de doenças cerebrais, como hiperatividade em crianças e Alzheimer em idosos”, afirma a nutricionista Fernanda Granja.

Dica: 1 castanha-do-pará por dia é o suficiente para obter os benefícios.

Castanha de caju

Embora tenha que ser consumida com moderação — por conter muitas calorias —, ela é uma amiga do coração, dos ossos e dos músculos. Além disso, a oleaginosa é fonte de antioxidantes que combatem os radicais livres, capazes de promover males como tumores. Fonte de gorduras poli-insaturadas, garante a saúde do coração, pois evita as inflamações e o acúmulo de colesterol na parede das artérias. Entre seus nutrientes, encontra-se a vitamina E, que barra o processo de deterioração das células.

Dica: 3 unidades por dia é o ideal para garantir os benefícios.

Nozes

Elas são consideradas boas amigas do peito. Isso porque possuem gorduras poli-insaturadas que, na circulação sanguínea, diminuem as taxas de LDL, o colesterol ruim. Quem se recupera de grandes machucados pode recorrer a essas oleaginosas, já que são fontes de ácido fólico, zinco, potássio e vitamina C, essenciais para a cicatrização dos tecidos.

“As nozes são ricas em vitamina E, que tem função antioxidante extremamente importante, reduzindo o risco de ocorrência de lesões causadas pelos radicais livres nas células, como envelhecimento precoce, câncer e doenças do coração. Essas oleaginosas também possuem altas concentrações de potássio e vitaminas do complexo B. O primeiro age no controle da pressão arterial e o segundo promove energia celular ao corpo”, frisa Granja.

Dica: 2 unidades por dia são suficientes para proteger o coração e afastar males que afetam o cérebro.

Amêndoa

Fonte de diversos nutrientes, a oleaginosa ajuda no desenvolvimento do cérebro. Isso porque ela induz ao aumento do nível intelectual, sendo essencial para crianças em crescimento. As amêndoas ainda são ricas em gorduras monoinsaturadas, que aumentam o número de receptores de colesterol nas células. Dessa forma, ele é captado e utilizado pelo corpo de maneira mais eficaz, sem trazer riscos, como o de entupir alguma artéria. Pensa que os benefícios acabaram por aí? Pelo contrário! Por conter selênio e vitamina E, o alimento combate os radicais livres, que são responsáveis pelo envelhecimento precoce e pelo desenvolvimento de tumores.

Dica: 6 unidades por dia garantem os benefícios.

Macadâmia

“É rica em vitamina E e vários minerais, especialmente o cálcio e o magnésio, importantes para o metabolismo ósseo. Além disso, um estudo com americanos demonstrou que o acréscimo de 42,5g de macadâmia na dieta é capaz de diminuir o colesterol total e o LDL. A macadâmia é um importante aliado no combate às doenças cardiovasculares”, esclarece a nutricionista Isabel Jereissati.

Dica: 2 unidades por dia é o recomendado para se beneficiar dos nutrientes.

Amendoim

Umas das maiores vantagens do petisco é a presença de vitamina E em sua composição. É ela que garante uma boa saúde para a pele. Além disso, o nutriente combate os radicais livres e previne doenças cardiovasculares. O amendoim ainda contém flavonoides, que ajudam a melhorar o fluxo de sangue no cérebro. Ele é rico em niacina, que auxilia nas atividades cerebrais, além de favorecer a memória.

Dica: para não acrescentar alguns quilos a balança, é recomendado consumir até 1 colher (sopa) por dia.

Avelã

Ingrediente de diversos pratos, como bolos e tortas, a avelã é um alimento rico em gorduras monoinsaturadas, que protegem contra o colesterol ruim. Além disso, a oleaginosa é fonte de cálcio. Só para se ter noção, quatro unidades por dia abastecem o organismo com a quantidade recomendada do mineral. O alimento ainda é fonte de ácido fólico, uma vitamina do complexo B que protege o coração.

Dica: 4 unidades por dia é o bastante para garantir os benefícios.

LEIA TAMBÉM:

Consultoria: Fernanda Granja, Isabel Jereissati e Priscila Meirelles, nutricionistas
Texto: Redação Alto Astral