Trump vence eleições e artistas americanos lamentam no Twitter

Donald Trump venceu Hillary Clinton e foi eleito presidente dos Estados Unidos; veja o que famosos comentaram sobre o resultado das eleições americanas

None
Foto: Getty Images

por Wanessa Bighetti
Publicado em 09/11/2016 às 09:14
Atualizado às 14:37

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Donald Trump foi eleito o mais novo presidente nos Estados Unidos. O candidato republicano disputou ponto a ponto o cargo com Hillary Clinton, e venceu a candidata do Partido Democrata.

A vitória foi bastante comentada – lamentada – por famosos americanos nas redes sociais. Confira!

Chris Evans, o ator que dá vida ao Capitão América, lamentou a vitória de Trump: “Essa é uma noite embaraçosa para a América. Nós deixamos um semeador de discórdia comandar a nossa grande nação. Nós deixamos um chacotador definir o nosso curso. Estou devastado”.

A cantora Katy Perry não gostou nadinha do resultado e fez vários posts expressando sua indignação: “Nós nunca seremos silenciados. #oamorsuperaoodio”. Depois, postou ainda:“Não fique parado. Não chore. Mexa-se. Não vamos deixar o ódio liderar nossa nação”.

Lady Gaga, que já havia se declarado apoiadora de Hillary, também comentou a vitória de Trump: “Rezem pela América”. Depois, postou uma foto em frente à Trump Tower e disse “Eu quero viver em um país de bondade, onde o #amorsuperaoodio”.

Mark Ruffalo, que interpreta o super-herói Hulk nos cinemas, também fez um post incentivando os americanos a não se deixarem abater: “Sabe o que faremos agora? Terminamos de construir o que começamos e lutamos! Levantem suas cabeças, irmãos e irmãs”.

A cantora Demi Lovato também somou ao coro de quem lamentou a vitória de Trump: “Que Deus abençoe a geração da minha irmã mais nova”.

União por Hillary

Logo que a disputa entre Trump e Hillary pela presidência dos Estados Unidos teve início, mais de 100 artistas se uniram para pedir que os americanos se unissem derrotar Trump e, assim, evitar que ele chegasse à Casa Branca. A ação era parte da campanha #UnitedAgainstHate (Unidos contra o ódio), da MoveOn.org Political Action.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.