Simaria é diagnosticada com tuberculose ganglionar

Internada desde o dia 12 de abril e não comparecendo aos shows, a cantora Simaria foi diagnosticada com tuberculose ganglionar.

None
Foto: Reprodução/Instagram

por Redação Alto Astral
Publicado em 17/04/2018 às 16:59
Atualizado às 18:25

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na tarde dessa terça-feira (17), o jornalista Leo Dias, do programa Fofocalizando do SBT revelou o motivo da internação de Simaria, da dupla sertaneja com a irmã Simone. Segundo Leo, Simaria está com tuberculose ganglionar.

Desde quinta-feira (12), a cantora está internada e não pôde comparecer ao último show realizado na sexta-feira (13), na 48º Expoagro de Itapetininga. Nos últimos dias, Simaria estava passando por uma bateria de exames para descobrir o que causava o mal-estar.

O hospital confirmou a notícia a partir de um comunicado oficial, liberado na mesma tarde (17), afirmando que Simaria já recebeu alta:
“A paciente Simaria Mendes Rocha deu entrada no Hospital Sírio-Libanês no dia 12/04 com queixa clínica de emagrecimento, alterações gastrointestinais e estafa devido a agenda intensa de compromisso.
Realizados exames laboratoriais que mostraram anemia e durante investigação específica ficou evidenciado aumento do gânglio supraclavicular à direita. Feita avaliação histopatológica que diagnosticou reativação de tuberculose ganglionar.
A paciente recebeu alta hospitalar hoje, dia 17/04, e continuará tratamento em sua residência, sendo acompanhada pelo Prof. Dr. Roberto Kalil Filho e pelo Prof. Dr. David Uip e deverá permanecer afastada do trabalho pelo período de 30 dias. Simone segue cumprindo a agenda de shows normalmente e, em maio, as cantoras mantém as férias já programadas. Simaria agradece o carinho e compreensão de todos os fãs e, neste momento, irá dedicar os seus dias para cuidar da saúde.”, informou o hospital.

Esse tipo de tuberculose é extra-pulmonar, não afetando os pulmões; e não é contagiosa, ou seja, não é transmitida por meio das secreções. A tuberculose ganglionar afeta os gânglios linfáticos, pequenas glândulas responsáveis por proteger o organismo de vírus, bactérias e outros organismos que podem provocar doenças.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.