NOTÍCIAS

Golpes de WhatsApp atingem mais de 2 milhões de pessoas em janeiro

Só nos primeiros 20 dias de janeiro de 2018, mais de duas milhões de pessoas caíram nos famosos golpes de WhatsApp. Saiba alguns cuidados a serem tomados!

None
Foto: Pixabay

por Ariadne Mussato
Publicado em 30/01/2018 às 10:13
Atualizado às 15:13

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Cupons falsos, proposta de emprego e até aumento no FGTS são alguns dos golpes de WhatsApp que são compartilhados por usuários do aplicativo. Segundo o portal UOL, só nos primeiros 20 dias de janeiro deste ano, mais de 2,5 milhões de pessoas foram atingidas por esses golpes.

site do Kaspersky Lab informa que mais de 10 campanha falsas de marcas famosas, como Spotify e Walmart, foram enviadas para os usuários do WhatsApp. De acordo com o site TecMundo, o objetivo desses golpe é conseguir um grande número de cliques e acessos da página, gerando renda com anúncios publicitários.

Cibercriminosos também começaram a atacar pelo recurso de notificação de navegador, como o Google Chrome. “As novas campanhas fraudulentas que vimos circular no WhatsApp têm se valido disso, ao clicar no link recebido e abrir o site fraudulento, será questionado ao usuário se ela deseja algo, ao autorizar na verdade ele estará ativando o recebimento de notificações pelo navegador, e assim o usuário continuará recebendo mais golpes por meio das notificações”, explicou o analista sênior da Kapersky Labs, Fabio Assolinie para o UOL.

Para parar com as notificações, o usuário precisa remover o site da lista do navegador no menu de configurações do aparelho celular, o que dá muito mais trabalho. Para não cair nesses golpes de WhatsApp, o usuário precisa tomar muito cuidado e ficar atento com os links recebidos.

Saiba quais cuidados tomar com os golpes de WhatsApp:

LEIA TAMBÉM: