NOTÍCIAS

Quais são as causas para a Síndrome de Angelman?

Depois de explicarmos o que é o diagnóstico, o Portal Alto Astral traz as causas da Síndrome de Angelman, quadro descoberto em 1965.

None
Foto: Freepik

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/03/2017 às 06:59
Atualizado às 16:25

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Depois de explicarmos o que é o diagnóstico, o Portal Alto Astral traz quais são as causas da Síndrome de Angelman. Entre elas, uma está nos conjuntos cromossômicos, que apresentam irregularidades no cromossomo 15. Segundo Márcia Mathias, psicóloga e terapeuta, a síndrome “resulta de um gene faltante de UBE3A no cromossomo 15 herdado da mãe”. Em uma parte pequena dos casos, o cromossomo 15 é transmitido duas vezes pelo pai – ao invés de um pelo pai e outro pela mãe.

A identificação do transtorno, contudo, possui outros fatores, conforme explica a terapeuta: “o diagnóstico ocorre através de observação das características físicas e intelectuais (dificuldades na fala, distúrbios na sono, sorriso frequente, crises convulsivas), mudança do eletroencefalograma e confirmação no teste genético”.

cientistas no laboratório, causas da Síndrome de Angelman

Foto: Freepik

Acompanhamento

A Síndrome de Angelman não possui cura, mas o tratamento possibilita a realização de atividades de casa e pessoais. Mathias explica que ele “é realizado com equipe multidisciplinar e deve dar ênfase ao processo psicoterápico familiar”.

Diversas especialidades estão envolvidas no acompanhamento médico, e seus trabalhos amenizam os sintomas. Medicamentos podem controlar as epilepsias e a fisioterapia desenvolve as articulações, combatendo a rigidez característica do quadro. Para trabalhar a fala, o trabalho de um fonoaudiólogo é recomendado. Já a terapia ocupacional, associada à mudanças nos ambientes familiar e escolar, permitem que os portadores sejam independentes em tarefas cotidianas como comer, escovar os dentes e se vestir.

LEIA TAMBÉM

Texto: Angelo Matilha Cherubini

Consultoria: Márcia Mathias, psicóloga e terapeuta.