Não é Não! Assédio não é paquera dentro ou fora do Carnaval

Não é Não! Assédio não é paquera dentro ou fora do Carnaval

Seja você mesma e aproveite muito a festa mais esperada do ano

não é não
Foto: Reprodução/Instagram

Não é não! Durante o Carnaval (e em todos os dias de sua vida), mulheres são perseguidas, assediadas e exploradas. Tudo isto porque homens ultrapassam os limites de uma cantada, da privacidade, do respeito. Pois é, paquera só é paquera se é correspondida, o que vem depois do “não” é simplesmente e puramente assédio.

Um assunto que é muito forte no Carnaval e que é esquecido durante o resto do ano

É claro que, como todas nós sabemos e vivenciamos, a festa acaba sendo um pretexto para os agressores agirem com a desculpa de que estavam “apenas paquerando”. Mas é importante lembrar que o assédio é algo que deve ser denunciado e exposto em qualquer época e pode acontecer em qualquer lugar.

Então já sabe, né? Se ver, presenciar, vivenciar ou se sentir de alguma maneira invadida durante a festa (ou fora dela) DENUNCIE! Você não está criando caso, fazendo escândalo e nem mesmo exagerando, não importa o que te digam. Afinal, assédio nunca é paquera e muito menos brincadeira.

não é não

Foto: Reprodução/Instagram

Não tem “desculpas”. Não é não!

Não importa se você está de calça, saia, shorts, top, biquíni ou de fantasia de Carnaval. O tipo de roupa que você estiver usando nunca vai ser motivo ou pretexto para alguém te assediar, tudo bem? Nenhuma roupa é permissão para que alguém invada sua privacidade!

não é não

Foto: Reprodução/Instagram

Tem uma outra coisa que causa confusão durante o Carnaval (e que talvez até te surpreenda), mas acredite se quiser: há quem pense que estar na festa é estar procurando algum tipo de romance passageiro, ficadas ou cantadas grotescas! Pode parecer óbvio, mas curtir a folia também não é razão para ninguém te obrigar a nada.

Você pode sim ter escolhido ir para os bloquinhos apenas para aproveitar com as amigas e dançar horrores. Para quem gosta de curtir com bebidas alcoólicas: passou um pouco do ponto? Isto também não dá o direito de ninguém achar que pode ir além na cantada. Agora que você já sabe que não pode e não deve tolerar nenhuma dessas situações, saiba como denunciar ou até mesmo ajudar alguém que precise! Afinal, uma mulher prevenida vale por duas.

  • Telefone Polícia Militar: (190)
  • Disque-Mulher: (180)
  • Apps de denúncia de assédio como ‘SOS Mulher’, ‘PenhaS’, Salve Maria’ e outros
  • Não se esqueça também de (caso possível) tentar lembrar o máximo de informações sobre dia; local; hora; características sobre o agressor em que aconteceu o assédio. Tirar fotos e fazer vídeos também podem ajudar!

Bom, neste Carnaval, seja você e curta muito a festa com as suas amigas ou até mesmo com um ficante que te respeite e aceite até aonde você quer chegar! Até porque isso é o mínimo do que você merece!

Leia também: