Veja 5 curiosidades sobre o exorcismo

Confira as respostas para suas curiosidades sobre possessões e o exorcismo

None
Foto: Shutterstock Images

por Redação Alto Astral
Publicado em 23/09/2016 às 18:22
Atualizado às 18:32

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Exorcismo e possessões geram muita curiosidades. Tire suas dúvidas com os mitos e verdades a seguir:

Uma pessoa é possuída por apenas um espírito mau?

Mito. Um indivíduo pode carregar vários demônios em seu corpo ao mesmo tempo, como mostram passagens históricas e relatos de casos reais. Eles se apresentavam como “legião” ao serem questionados sobre suas identidades em uma passagem bíblica, por exemplo.

Um fiel, que demonstra muito amor a Deus, está livre da ação do demônio?

Mito. Uma das principais curiosidades sobre o tema. Existem casos raros em que a possessão acontece por conta da vida exemplar que uma pessoa leva, segundo os preceitos religiosos. Ao voltar sua vida para Deus, um fiel pode irritar um demônio de tal forma que ele o escolhe como “morada”. “Até alguns santos foram possessos”, ressalta O padre Rubens Miraglia Zani.

Tanto pagãos quanto ateus podem ser possuídos?

Verdade. Grande parte dos casos de exorcismo, solucionados pela Igreja Católica, ocorrem com pagãos ou descrentes, como forma de fazê-los acreditar no poder do sobrenatural. Ainda assim, uma pessoa indiferente – que nunca procurou o mal, mas também não praticou o bem – está igualmente exposta à ação de espíritos maus. Contudo, a possessão ocorrerá por responsabilidade do indivíduo (que provocou algo) ou devido a malefícios praticados por outrem. Ainda assim, alguns pagãos têm seus próprios rituais de exorcismo que, às vezes, envolvem agressões físicas.

curiosidades-exorcismo

Foto: Shutterstock Images

Qualquer pessoa pode fazer um exorcismo?

Depende. Para a Igreja Católica, é preciso que o sacerdote receba a autorização do bispo para exercer a função de exorcista. No entanto, tal indivíduo não pode ser diácono e nem leigo. “Na verdade, o código diz que é apenas um por diocese. Contudo, existe um porém: o exorcista tem autoridade para isso no limite da diocese”, elucida o padre Rubens Miraglia Zani.
Renato Siqueira, um dos autores do livro Diário de um exorcista, também divide a opinião de que apenas sacerdotes de Cristo, que seguem os ensinamentos dos apóstolos, podem fazer exorcismos. “Os leigos podem até iniciar o ritual e até mesmo expulsar um espírito fraco através de uma ardente fé e um jejum bem feito. Mas isso tem também um limite, pois o leigo não pode ultrapassar uma barreira que Deus impôs”, diz. No entanto, na visão de Luciano Milici, também autor de Diário de um exorcista, qualquer pessoa que possua fé, segurança e moral elevadas pode realizar um exorcismo. “Vale lembrar que o exorcismo católico só pode ser realizado por um sacerdote católico, porém, existem exorcismos em outras religiões”, ressalta. Como exemplo, Milici cita o casal norte-americano de parapsicólogos Ed (estudioso cético) e Lorraine Warren (médium), além de Ralph Sarchie, um policial cuja história inspirou o filme Livrai-nos do Mal (2014).

Um objeto pode carregar o “mal”?

Verdade. Um demônio não se esconde em um objeto, no entanto, pode depositar uma espécie de carga energética ruim sobre ele. Assim, ao utilizá-lo ou tê-lo em sua residência, um indivíduo passa a enfrentar situações ruins e problemas começam a surgir em sua vida. Há ainda espécies de “trabalhos”, em que uma pessoa ingere alguma bebida ou alimento sem perceber que estão vinculados ao maligno. No catolicismo, isso é chamado de malefício.

LEIA MAIS

Consultoria: Padre doutor Rubens Miraglia Zani, da diocese de Bauru (SP); Renato Siqueira e Luciano Milici, autores do livro Diário de um exorcista – Como lutar contra as trevas quando elas se escondem dentro de você? (Editora Évora, 2013).

Texto: Érica Aguiar – Edição: Natália Negretti