O poder do segundo mandamento: Não tomar o seu santo nome em vão

Não pronunciar o nome de Deus em vão é um sinal de respeito nosso para com o Pai, de que reconhecemos sua santidade. Receba as graças do segundo mandamento!

None
Foto: iStock

por Redação Alto Astral
Publicado em 12/01/2017 às 12:07
Atualizado às 11:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os dez mandamentos são as leis de Deus ao povo para o caminho de uma vida liberta da escravidão do pecado. Tendo como mandamentos o amor a Deus e também ao próximo, o decálogo é uma poderosa fonte de proteção e aproximação ao Nosso Senhor. No segundo mandamento, Deus reforça que seu nome tem poder e não deverá ser falado em vão. Saiba mais e seja agraciada:

pedra segundo mandamento

Foto: iStock

O poder do segundo mandamento

PASSAGEM BÍBLICA

7 Não pronuncie em vão o nome de Javé seu Deus, porque Javé não deixará sem castigo aquele que pronunciar o nome dele em vão.” (Êxodo 20: 7)

REFLEXÃO

Não pronunciar o nome de Deus em vão é um sinal de respeito nosso para com o Pai, o que revela que reconhecemos sua santidade e a glorificamos. Respeitar o santo nome de Deus é acreditar no poder da palavra. Assim, respeitamos seu nome por amor e obediência e, quando clamamos por sua intercessão, cremos com toda fé na força que ele tem.

O nome do Senhor é poderoso, por isso, o diga em momentos de oração. Volte-se ao Senhor, nosso Deus, para agradecer, para clamar por misericórdia e para pedir orientação. Mas jamais o faça para zombar ou sem necessidade. O Seu nome é sinônimo de salvação, por esse motivo, é santo e bendito.

ORAÇÃO SOBRE O MANDAMENTO

Quando invocamos o nome de Deus, fazemos com fé e crente de que Ele nos ouve. Nesse momento íntimo, abrimos nosso coração e colocamos em suas mãos a nossa vida.

“Senhor, nesse momento, venho pedir que a sua força celestial me acompanhem por todo o sempre para que eu possa colher muito conhecimento e alcançar o caminho ideal para transpor os grilhões da ignorância, que tanto prejudicam a humanidade. Que assim seja, porque eu falei no mais poderoso nome de Deus. Amém.”

LEIA TAMBÉM:

Edição: Rafael Barbosa/Colaborador | Design: Deicimar Machado

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.