Previsões de João Bidu para o time brasileiro de Vôlei Feminino

Curioso para saber como o time de vôlei feminino se sairá nas Olimpíadas Rio 2016? Confira a opinião do astrólogo João Bidu sobre o assunto!

None
FOTO: Divulgação

por Redação Alto Astral
Publicado em 08/08/2016 às 12:43
Atualizado às 15:24

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Conversamos com o astrólogo João Bidu para saber o que os astros reservam para o nosso time de estrelas do vôlei feminino durante as Olimpíadas! Confira as previsões:

Mesmo reconhecendo que o time dos Estados Unidos é considerado hoje o melhor do mundo, o leonino José Roberto Guimarães, técnico da nossa Seleção de Vôlei Feminino, tem a expectativa de conseguir a terceira medalha de ouro, depois das espetaculares vitórias nas Olimpíadas de Pequim e Londres.

Fechar o ciclo disputando o outro dentro de casa seria o sonho de todos nós”, declarou tempos atrás o técnico da nossa Seleção ao canal Sportv.

As previsões de João Bidu para o timebrasileiro de Vôlei Feminino nas Olimpíadas

FOTO: Divulgação

Vamos ter uma “mãozinha” astral?

O técnico confia, as jogadoras estão supermotivadas, a torcida promete empurrar nossa Seleção e fica faltando saber se vamos poder contar com a “mãozinha” astral. Vamos?

Astrologicamente, nosso time é muito determinado, perseverante, calculista, com muita capacidade organização, ambição e responsabilidade, tudo porque cinco jogadoras são de signos da Terra, sendo duas de Capricórnio, Dani Lins e Jaqueline, e nada menos que três de Touro – Fernanda Garay, Gabi e Thaísa.

Para incendiar

Entusiasmo, vigor físico e mental, liderança e intensidade e espírito competitivo também não faltam, pois temos a ariana Natália e duas sagitarianas – Juciely e Adenízia – como legítimas representantes do elemento Fogo.

E a criatividade, poder de adaptação e companheirismo que são pródigos no elemento Ar? Temos duas aquarianas: Fabíola e Fabiana.

E para completar, duas jogadoras do elemento Água: a canceriana Sheilla e a pisciana Léia Ibitinga, garantindo emoção, proteção, força psíquica, tenacidade e uma grande dose de intuição também.

Quem é Terra não desiste

As capricornianas Dani Lins e Jaqueline terão que se superar, pois Saturno, regente do signo, está justamente na complicadíssima Casa 12, aquela que tanto pode estimular vitórias espetaculares, como também fracassos retumbantes. Para compensar, Júpiter na Casa 9 é uma força para vitórias internacionais. Mas, perigo à vista: o Sol estará na misteriosa Casa 8, que favorece superação, transformação, mas que também tem ligação direta com perdas.

As taurinas Fernanda Garay, Gabi e Thaísa terão a proteção do Sol na Casa 4, mas podem enfrentar desafios justamente por atuarem com a torcida a favor. Em compensação, Júpiter no paraíso astral pode fazer toda a diferença: elas podem bobear, falhar, mas a sorte abundante não as abandonará. Porém, convém não depender tanto da sorte, pois Marte e Saturno, em posição delicada, podem jogar contra.

A sorte das meninas do Fogo

A ariana Natália estará no maior alto-astral, com o Sol brilhando na sua Casa 5, sempre um sinal de que quando as coisas se complicarem, a sorte entrará em cena para ajudar. Saturno e Marte em Sagitário aumentam as chances de êxito e Júpiter garante vitalidade física, apesar de estimular excessos que podem resultar em contusões.

As sagitarianas Juciely e Adenízia estarão iluminadas pela energia poderosa do Sol e com a força conservadora, mas sempre ambiciosa e determinada de Saturno, mas também com a ousadia e coragem de Marte. Ambos os planetas transitam por Sagitário. Júpiter, regente do signo, ativa a Casa 4, boa influência para disputas em casa, perto da família e dos amigos.

Meninas do Ar precisam saber ouvir

As aquarianas Fabíola e Fabiana podem e devem seguir as dicas e orientações do leonino Zé Roberto, pois o Sol na Casa 7 pede justamente isso: não tenha medo de ouvir e seguir quem tem pensamentos e postura diferentes dos seus. Urano, retrógrado na Casa 3, pede cuidado com desentendimentos com colegas. Já Marte e Saturno em Sagitário estimulam a realização de grandes esperanças. De Júpiter elas não devem esperar boas coisas, pois o planeta está na perigosa e contraditória Casa 8.

Ousadia e poder para as meninas da Água

A canceriana Sheilla recebe influências poderosas de Saturno e Marte para desempenhar suas funções equilibrando seriedade com ousadia. Ao invés de se deixar levar pela possessividade que o Sol exalta, ela deve, sim, aproveitar as boas energias de Júpiter na Casa 3 para transformar a comunicação e o companheirismo em armas valiosas para a vitória.

E, finalmente, a pisciana Léia Ibitinga, que contará com vitalidade física e mental e muita eficiência que o Sol irradia, e com uma confiança e uma motivação fora do comum de Marte e Saturno colocados no ponto mais alto do seu Mapa Solar. Júpiter na Casa 7 preocupa, pois significa oposição, mas traz também um grande ensinamento: nada de teimosia e nem de se estressar em busca da impossível perfeição.

Zé vai contar com a energia do Sol

Ele não dá saque, não bloqueia, não arma e nem ataca, mas é indiscutível a importância e influência do técnico Zé Roberto Guimarães. Ele é leonino, do dia 31 de julho, e seu astral não poderia estar melhor, pois 2016 é ano do Sol, que brilha intensamente para Leão, signo que rege.

Saturno, Marte e Júpiter mandam boas energias, mas Urano pede cuidado com mudanças ou táticas com o qual o time não está acostumado.

Como se vê, tirando uma ou outra influência astral complicada, o astral do técnico e das jogadoras do nosso vôlei feminino está bem alto, prometendo uma grande Olimpíada.

Levantadoras:

Dani Lins 5 de janeiro de 1985 (31 anos), Recife, Pernambuco – Capricórnio

Fabíola Brasília, 3 de fevereiro de 1983 – Aquario

Ponteiras:

Natália Nascimento: 4 de abril de 1989 (27 anos),Ponta Grossa, Paraná – Áries

Fernanda Garay Nascimento: 10 de maio de 1986 (30 anos), Porto Alegre, Rio Grande do Sul – Touro

Jaqueline Nascimento: 31 de dezembro de 1983 (32 anos), Recife, Pernambuco – Capricórnio

Gabi (Belo Horizonte, 19 de maio de 1994 – Touro

Centrais:

Fabiana : 24 de janeiro de 1985 (31 anos), Belo Horizonte, Minas Gerais – Aquário

Thaísa 15 de maio de 1987 (29 anos), Rio de Janeiro, Rio de Janeir – Touro

Juciely 18 de dezembro de 1980 (35 anos), João Monlevade, Minas Gerais – Sagitário

Adenízia 18 de dezembro de 1986 (29 anos), Ibiaí, Minas G – Sagitário

Oposta:

Sheilla 1 de julho de 1983 (33 anos), Belo Horizonte, Minas Gerais – Câncer

Líbero:

Léia Ibitinga, 1 de março de 1985) – Peixes

SAIBA MAIS

Horóscopo semanal de 08/08 a 14/08 com João Bidu
João Bidu: “Os astros também torcem por Arthur Zanetti”!
As previsões de João Bidu para Sarah Menezes nas Olimpíadas 2016!
As previsões de João Bidu para as Olimpíadas 2016!

FONTE: João Bidu

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.