O poder do sexto mandamento: Não pecar contra a castidade

A pureza não está em se abster dos prazeres, mas em entender que só o prazer físico empobrece a alma. Se encha de graças com o poder do sexto mandamento!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/01/2017 às 13:17
Atualizado às 11:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os dez mandamentos são as leis de Deus ao povo para o caminho de uma vida liberta da escravidão do pecado. Tendo como mandamentos o amor a Deus e também ao próximo, o decálogo é uma poderosa fonte de proteção e aproximação ao Nosso Senhor. No sexto mandamento, Deus reitera a proibição do adultério.

Placa sexto mandamento

Foto: Shutterstock

O poder do sexto mandamento

PASSAGEM BÍBLICA

*14 Não cometa adultério.” (Êxodo 20:14)

REFLEXÃO

A castidade é a virtude da pureza, de manter a alma pura e o corpo puro. A pureza não está em se abster dos prazeres, mas em ser consciente de que apenas o prazer físico empobrece a alma e de que, por isso, o essencial é ser verdadeiro e respeitoso tanto para consigo quanto para com os outros. No relacionamento amoroso, seja no namoro ou no casamento, é preciso ter a consciência de que os prazeres momentâneos são passageiros, por esse motivo, o Senhor nos convida a refletir sobre em que lugar queremos construir nossos laços: na areia que desmorona ou na rocha firme? Essa é uma escolha que deve ser feita no nosso coração e praticada no dia a dia.

ORAÇÃO SOBRE O MANDAMENTO

Quando se é jovem, muitas vezes, falta a consciência de que o nosso corpo é o templo do Senhor e de que as atitudes, mesmo que ingênuas e tomadas impulsivamente, irão ter consequências na nossa vida e no nosso futuro. Para fugir da maldade da Terra que assola os ingênuos, o caminho é se apegar a Deus e confiar que Ele está ao seu lado, guiando sua caminhada. Se você ainda é jovem e irradia o amor de Deus, reze ao Pai, pedindo para que ele preserve a luz divina que existe em você. E que a partir do seu testemunho outros jovens sejam salvos.

“Deus da minha adolescência. Deus da minha juventude. Deus da minha inocência. Deus da pureza. Deus da virgindade. Deus poderoso. Deus amoroso. Deus maravilhoso. Neste momento especial da minha vida vos invoco. Fazei com que minha escolha seja a melhor. Fazei com que este amor seja benigno. Fazei com que eu seja digna de me tornar mulher. E pela graça de Nossa Senhora mãe de Jesus, a pura mulher virgem. Seja eu também uma boa mulher. Assim seja.”

LEIA TAMBÉM

Edição: Rafael Barbosa/Colaborador | Design: Gabriel Andrade/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.