O poder do sétimo mandamento: Não roubar ou furtar

Roubar é quando você tira sem autorização algo que pertence a outra pessoa. Aprenda as lições de Deus e entenda o sétimo mandamento!

None
Foto: Shutterstock

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/01/2017 às 13:18
Atualizado às 11:54

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Os dez mandamentos são as leis de Deus ao povo para o caminho de uma vida liberta da escravidão do pecado. Tendo como mandamentos o amor a Deus e também ao próximo, o decálogo é uma poderosa fonte de proteção e aproximação ao Nosso Senhor. No sétimo mandamento, o Pai ensina que roubar não se aplica apenas no campo material.

Placa sétimo mandamento

Foto: Shutterstock

O poder do sétimo mandamento

PASSAGEM BÍBLICA

*15 Não roube.” (Êxodo 20: 15)

REFLEXÃO

Muitas vezes, quando pensamos neste mandamento de Deus, logo já imaginamos que não furtar é apenas não roubar bens materiais. Entretanto, roubar é quando você tira sem autorização algo que pertence a outra pessoa. Por isso, não são apenas coisas físicas e com valor comercial que são tiradas de nós nas nossas relações cotidianas. Quem nunca perdeu a paz, a alegria e até mesmo a motivação diante de pessoas negativas? Pois é, o nosso humor e espírito também podem causar perdas nos outros indivíduos. Por esse motivo, temos que nos apegar ao Pai para que Ele, além de nos proteger dos ladrões, também não permita que nós nos tornemos sugadores da energia alheia.

ORAÇÃO SOBRE O MANDAMENTO

O mundo está cada vez mais perigoso e violento. Por esse motivo, Deus é o único que pode nos proteger dos males da Terra. Reze com fé para que o Pai esteja sempre com você, desviando o inimigo do seu caminho.

“Amado e bondoso Senhor, sabemos que estais conosco todos os dias e nos acompanhais sempre. Vivemos em um mundo muito violento, com assaltos, estupros, mortes, roubo e várias outras formas de violência física e psicológica. Para que possamos resistir a todo este tipo de dificuldade, pedimos, humildemente, para que o Senhor nos revista com vossa proteção paterna e salvadora. Andai a nossa frente sempre, nos livrando de todos os perigos que possam atentar contra a nossa integralidade. Freai todo o princípio de maldade daqueles que estão longe de vós pelo pecado. Rogamos também em nossa vida a presença de Maria, a senhora da paz, para que caminhe ao nosso lado, confundindo todos os nossos inimigos. Por fim, que vossa legião de anjos e santos componha o exército libertador que nos trará segurança e tranquilidade. Assim seja!”

LEIA TAMBÉM

Edição: Rafael Barbosa/Colaborador | Design: Gabriel Andrade/Colaborador

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.