Conheça o mito do seu signo

Você conhece o mito do seu signo? Essa história fantástica, recheada de deuses e heróis, traz muitas qualidades do seu signo. Descubra a sua!

None
FOTO: Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 18/08/2016 às 18:10
Atualizado às 16:35

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Deuses e heróis da mitologia greco-romana ajudam a explicar as características dos 12 signos do Zodíaco. Áries, por exemplo, é impetuoso como Marte, o deus da guerra. Já Libra é a cara de Vênus, a deusa do amor. Confira o mito que mais se identifica com o seu signo!

Mandala azul com os signos/mito

FOTO: Shutterstock.com

Áries

O mito que se associa ao ariano é Marte. Esse é nome do deus da guerra entre os romanos. Protetor das lutas e controlador das tempestades, ele é movido pelos próprios impulsos, possui uma enorme força interior e, por representar a soberania dos instintos, não pondera seus atos – daí a identificação com Áries, um signo explosivo e um tantinho inconsequente. Esse deus tinha uma filha, Harmonia, que consegue acalmá-lo nos seus excessos de fúria. Isso quer dizer que, com uma dose de carinho e compreensão, é possível abrandar a ira dos arianos, viu?

Touro

O herói da mitologia que melhor simboliza Touro é Teseu. Foi ele quem matou o Minotauro, um monstro com corpo de homem e cabeça de touro, que ficava aprisionado em um labirinto, onde devorava jovens desprevenidos. Para ter sucesso na sua missão, Teseu contou com a sua amada Ariadne, que lhe deu um novelo de lã a fim de que demarcasse o caminho e não se perdesse no labirinto após matar a criatura. Como Touro, Teseu é persistente e devotado ao amor: graças à confiança em sua parceira, o herói atinge seus objetivos e mata a fera que assombrava todo mundo. Você também é assim?

Gêmeos

Os gêmeos Castor e Pólux formam uma parceria semidivina: Castor é humano como sua mãe e Pólux herdou a divindade paterna. Quando Castor morreu, Pólux quis acompanhar o irmão e o convidou a viver com ele na morada dos deuses, o chamado Olimpo. Porém, por ser mortal, Castor não teria acesso ilimitado ao Olimpo, onde Pólux repousaria. Por isso, os gêmeos concordaram em intercalar a permanência entre o reino divino e o mundo subterrâneo, onde ficavam as almas humanas. O desfecho desse mito retrata bem a personalidade de Gêmeos, um signo versátil, apaixonado por mudanças e bastante imprevisível.

Câncer

O mito que inspira Câncer é Diana, a deusa da caça. Ela zela pela natureza, adora passear livremente pelos bosques e, por medo de sofrer uma decepção amorosa, prefere ignorar seus pretendentes e permanecer sozinha. Como essa deusa, os cancerianos são superprotetores, precisam de momentos de isolamento, têm humor instável e se deixam guiar pelas emoções. Também são intuitivos, generosos, sentimentais, mas revelam um comportamento inseguro em determinadas situações. Você se identificou?

Leão

Apolo, também conhecido como “deus-sol”, é quem simboliza Leão. Esse ser divino, que inspira a harmonia, é belo, carismático,tem inteligência luminosa e talento para música e poesia. Quando esse signo utiliza com sabedoria as qualidades de Apolo, pode ajudar as outras pessoas a concretizar seus sonhos. O exemplo de energia e autoconfiança do “deus-sol” é simplesmente contagiante! Quer dizer: não dá para ficar indiferente perto de um leonino! Porém, Leão deve moderar seus impulsos de superioridade, que podem torná-lo vaidoso e exibido.

Virgem

O mito de Deméter, deusa da agricultura, representa Virgem. Mãe de Perséfone, ela entrou em desespero quando a filha foi raptada pelo deus Plutão. Como represália, decidiu secar todos os campos, impedindo que as colheitas prosperassem. A situação ficou tão crítica que os outros deuses precisaram interferir: eles devolveram a jovem aos braços da mãe, que concordou em “dividi-la” com Plutão e passou a ensinar os homens a semear a terra. Como a deusa, o virginiano triunfa por meio da objetividade, do espírito prático e da fidelidade às suas convicções.

Libra

Vênus, deusa do amor, é uma fonte de inspiração para Libra. A jovem nasceu da espuma do mar depois que o órgão sexual de seu pai (Urano) foi decepado e lançado nas águas durante uma luta. Como Vênus, os librianos são alegres e charmosos, mas também indecisos e instáveis. Embora fosse casada, a deusa vivia confundindo amor com paixão e tinha muitos namorados. Certa vez, chegou a ser flagrada com um deles pelo próprio marido! Por isso, o encantador signo de Libra deve pesar as consequências de seus atos e agir com mais responsabilidade.

Escorpião

O mito que melhor reflete Escorpião é Plutão. Ele vive no mundo subterrâneo e zela pelas almas humanas. Embora seja calado e solitário, esse deus não é frio nem racional – a melhor prova disso é o grande amor que ele sente por sua mulher, Perséfone. Como mora debaixo da terra, Plutão tem fama de misterioso e gosta da privacidade do seu reino. Os escorpianos também são assim: permitem apenas que as pessoas mais íntimas decifrem seus segredos e conheçam seus verdadeiros sentimentos. Tudo a ver?

Sagitário

Quem inspira os sagitarianos é Júpiter, o deus supremo dos romanos. Tudo aquilo em que ele toca se torna abundante. Esse talento divino explica a habilidade sagitariana de expandir conhecimentos, desenvolver talentos, ampliar o círculo de amigos… O único defeito de Júpiter é seu espírito aventureiro, meio indomável, o que o leva a colecionar amantes, para desespero de sua esposa Juno. Na ânsia de curtir a vida, Sagitário, assim como o deus, pode perder a oportunidade de saborear uma relação amorosa sólida. Já pensou nisso?

Capricórnio

Saturno, deus do tempo, é reconhecido pelo poder e inteligência brilhante. Ele é pai de Júpiter, por quem acabou derrotado. Embora tivesse tomado o trono de seu próprio antecessor, Saturno não aceitava as mudanças, por isso, costumava engolir os seus filhos assim que nasciam. Júpiter foi o único que escapou desse amargo destino. A moral da história é clara: os capricornianos precisam aprender a se adaptar às transformações da vida, devem evitar o isolamento, a melancolia e também a desconfiar menos dos outros. Anotou?

Aquário

Urano nasceu da Terra (Gaia) enquanto ela dormia. Depois, desposou a própria mãe para dar origem ao Universo. Chamado de deus-céu, é considerado o pai da criação, o que combina com a originalidade e a criatividade pulsante dos aquarianos. Só que, por ser rebelde, Urano, em vez de permitir que Gaia cuidasse dos filhos, preferia empurrá-los de volta ao útero materno. Então Saturno, seu herdeiro mais esperto, tratou de castrar o pai. A história é um alerta para Aquário, que precisa aceitar melhor as situações que não pode mudar…

Peixes

Quem representa Peixes é Netuno, o deus dos mares. Ele reinava no fundo do oceano e tinha a missão de controlar o movimento das águas, além de auxiliar os navegantes. Esse deus é mais temido do que respeitado, porque os mortais nunca sabem o que esperar dele. Com os piscianos, acontece o mesmo: como são sonhadores e adoram viver em seu próprio mundo, podem, muitas vezes, tirar os pés da realidade. A vantagem é que, a exemplo de Netuno, a pessoa de Peixes é compreensiva e sabe ouvir a própria intuição.

Texto: Fernanda Villas Bôas/João Bidu

LEIA MAIS:

Signos e intuição: a astrologia ajuda a lidar com esse dom

A Astrologia conta qual é o maior desejo de cada signo

O estresse dos signos

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.