3 mitos e verdades sobre corrida e mulheres

Muitos são os benefícios da corrida para a saúde, mas algumas dúvidas podem surgir para as mulheres que estão iniciando nesta modalidade.

mulher-corrida-local-aberto-roupa-ginastica
Foto: iStock e Getty Images

Uma das vantagens da corrida é ser um exercício que pode ser praticado em quase qualquer lugar. Muitos são os benefícios desse esporte, mas algumas dúvidas podem surgir para as mulheres que estão iniciando nesta modalidade. A ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, médica do esporte e especialista em exercícios na gravidez, Sílvia Gomyde Casseb, ajudou a desvendar 3 mitos e verdades sobre o assunto. Vem conferir!

 

mulher-corrida-local-aberto-roupa-ginastica

Foto: iStock e Getty Images

 

1. A corrida faz as mamas e as nádegas caírem.

Verdade.  As mamas e as nádegas podem sofrer com a gravidade e o impacto repetitivo da corrida. Por isso, é importante sempre usar roupas de contenção e sustentação. “Para as mamas, a maioria das mulheres se lembra de usar top, mas, para as nádegas, muitas se esquecem da sustentação. Aqueles shorts largos não são indicados.”

2. Mulheres grávidas podem praticar corrida.

Verdade. A especialista diz que mulheres que já corriam podem continuar correndo na gestação, mas devem passar por avaliação especializada de um médico do esporte e de um obstetra. “Os treinos de corrida exigem adaptações em cada período da gestação, dependem do tipo de gestação e se vão surgir complicações obstétricas com o desenrolar da gravidez. A avaliação do especialista é imprescindível para a segurança da mãe e do bebê.”

 

mulher corrida areia praia tenis calca ginastica

Foto iStock e Getty Images

 

3. A corrida provoca varizes.

Mito. Segundo Sílvia, a corrida evita problemas circulatórios de estase, que são aqueles onde o sangue fica parado ou mais lento dentro dos vasos. Como a modalidade aumenta a frequência cardíaca, o sangue corre mais rápido nos vasos e isso evita a formação de varizes. O impacto dos pés no chão não é suficiente para formar varizes. “O que pode ocorrer é a ruptura de pequenos vasos superficiais, que podem ficar mais aparentes, dando um aspecto de rendilhado embaixo da pele.”

 

Consultoria Sílvia Gomyde Casseb, ginecologista e obstetra do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, médica do esporte e especialista em exercícios na gravidez

 

LEIA TAMBÉM: