Os milagres do alho para a saúde!

Muita gente utiliza o alho diariamente como tempero, mas desconhece suas propriedades medicinais. Veja no texto abaixo quais são elas e aproveite!

alho-imunidade-beneficios
FOTO: Shuttesrtock

Sabia que o alho ajuda a afastar doenças ligadas aos radicais livres, como o câncer e, ainda, protege o coração? Além desses benefícios, o alimento ainda oferece outras vantagens que pouca gente sabe. Vem conhecer quais são!

 

alho-imunidade-beneficios

FOTO: Shuttesrtock

 

Imunidade em alta

Rico em sais minerais, o tempero é fonte de selênio e zinco, que agem no sistema imunológico, fortalecendo-o. Além disso, a alicina, responsável pelo forte odor do bulbo, ainda ajuda a exterminar micro-organismos nocivos. “Estudos mostram que o alho age contra vírus, bactérias e fungos”, destaca a nutricionista e fitoterapeuta Vanderlí Marchiori.

Com a imunidade alta, o organismo fica blindado contra infecções e inflamações, evitando doenças corriqueiras, como gripes e resfriados, até outras mais graves. “O consumo de alho age no sistema imunológico por ser um poderoso analgésico, antioxidante, anti-inflamatório e anticoagulante”, explica a nutricionista Greice Caroline Baggio.

 

Saiba mais!

Limão, alho e mel: conheça os benefícios desse trio

7 sucos para aumentar sua imunidade

5 temperos que ajudam a emagrecer

Pele jovem

A grande concentração de potássio no alho ajuda a pele a ter mais firmeza. O mineral atua no metabolismo celular, ajudando a manter a água dentro das células. Ter um organismo hidratado é garantia de pele saudável e bonita. Mas atenção: não esqueça do consumo abundante e regular de água, ok?

 

Dica: sem mau hálito

O alho é conhecido por deixar seu sabor marcante no hálito. Para evitar que isso ocorra, basta misturar um limão espremido e a mesma quantidade de água e tomar após a ingestão do tempero. A fruta é capaz de deixar o hálito livre do odor indesejado.

 

Atenção às contraindicações:

O consumo do alho pode intensificar irritações no estômago. Portanto, quem já possui problemas gástricos deve evitar o alimento. Grávidas, mulheres no período de amamentação, crianças menores de quatro anos, diabéticos, pessoas com problema de coagulação do sangue (hemofílicos) e quem está nos períodos de pré e pós-operatório devem consumir alho com moderação.

 

 

Texto Natália Negretti

Consultoria Greice Caroline Baggio, nutricionista; Vanderlí Marchiori, nutricionista e fitoterapeuta