Sem portas: use marcenaria aberta para ampliar banheiros pequenos

Inspire-se nestes dois projetos que usam marcenaria mais leve!

duas fotos de dois banheiros diferentes. O primeiro tem uma bancada branca e uma cuba transparente e o segundo é todo em tons de bege. Ambos possuem armários sem portas
Fotos: Dhani Borges/Henry Lopes

Marcenaria planejada é sempre uma boa solução para organizar e otimizar espaços reduzidos, mas, às vezes, muitos armários podem pesar em locais com pouca metragem. Nesses casos, é importante pensar em outras alternativas para manter cada coisa em seu devido lugar, sem perder a leveza do cômodo. As arquitetas Cyntia Sabát e Iris Colella encontraram nos armários sem portas a melhor solução para esse problema. Confira!

Projeto 1: Cyntia Sabát Arquitetura e Interiores, Rio de Janeiro – RJ

Minimalista

O revestimento do cômodo foi pensado pela arquiteta Cyntia Sabát para tornar o banheiro, de 2,15m², visualmente maior. A bancada, as paredes e o piso em tons neutros oferecem amplitude para o lugar. Além disso, a cuba de vidro e o espelho grande dão o toque de leveza final.

Soluções

A bancada da pia foi desenhada com um recorte, ocupando apenas o espaço necessário, priorizando a circulação do banheiro. A profissional optou por prateleiras em baixo da pia, em vez de marcenaria fechada, pois “o armário poderia deixar o cômodo apertado e não funcional”, explica.

Projeto 2: Iris Colella Arquitetura, São Paulo – SP

2 em 1

A metragem de 4,25m² não foi um obstáculo para a arquiteta Iris Colella transformar o banheiro de um antigo apartamento em um elegante lavabo, que também serve como banheiro de hóspedes.

Neutralidade

A base de tons claros em contraponto com a madeira traz sofisticação e conforto para o ambiente, além de dar a sensação de um espaço maior. O box pintado de branco foi a solução da arquiteta para o cômodo se enquadrar no estilo de lavabos, sem ter que retirar o chuveiro, que será usado pelos hóspedes da moradora.

Mudanças

De acordo com a profissional, o layout do lugar foi bastante alterado. A área do box, por exemplo, foi diminuída, o que permitiu a instalação de prateleiras na sua lateral. A opção pela marcenaria sem portas aconteceu pois, além de ampliar, se trata de um lavabo. “Geralmente não fazemos armários fechados nesses ambientes para facilitar que os visitantes encontrem rolos de papel higiênico ou toalhas de mão, os quais estarão sempre à vista”, explica Iris.

LEIA TAMBÉM