4 maneiras de preparar peixes saudáveis

Os peixes são ricos em nutrientes que fornecem benefícios de sobra para a saúde. Contudo, é importante se atentar à forma de preparo.

peixes frescos na tábua de madeira, temperos, azeite e limão
Foto: iStock e Getty Images

De vários tipos, os peixes oferecem uma lista imensa de nutrientes essenciais à saúde. No entanto, várias dúvidas são frequentes quando chega a hora de prepará-los, já que algumas propriedades podem ser perdidas durante este processo. “O ideal é optar por formas de preparo mais saudáveis: cozidos, grelhados, assados ou crus”, orienta a nutricionista Paula Galardo.

 

prato-comida-peixes-legumes-refeição

FOTO: Shutterstock

Cozido

É umas das formas mais saudáveis para preparo do alimento. Porém, algumas vitaminas como a C e as do complexo B se perdem nesse processo por serem solúveis em água. Para diminuir a perda, uma ótima dica é colocar pouca água para cozimento e somente acrescentar o peixe no momento da fervura. Peixes mais indicados: salmão, sardinha, linguado, tilápia, atum, truta, robalo e pescada.

Grelhado

Optar por um alimento grelhado é sempre uma excelente escolha. Para o preparo, utilize um grill elétrico, frigideira com grelha ou frigideira antiaderente. A utilização da churrasqueira não é indicada, já que o alimento absorve substâncias prejudiciais à saúde, presentes na fumaça e nas cinzas do carvão. Peixes mais indicados: salmão, sardinha, linguado, tilápia, atum, truta, robalo e pescada.

 

salmao-peixes-refeicao-comer-legumes-alimentos

FOTO: Shutterstock

Assado

Por não utilizar água e nem óleo, os nutrientes do peixe são preservados. O problema dessa versão é que o alimento pode ficar ressecado, perdendo o sabor. Para evitar que isso aconteça, uma dica é regar o peixe com azeite ou com outros temperos que mais lhe agradem e envolvê-lo em papel-manteiga. Assim, você garantirá tanto as propriedades como o delicioso sabor. Peixes mais indicados: salmão, tainha, robalo, bacalhau, pintado e pacu.

Cru

Quem é adepto da culinária japonesa pode aproveitar os nutrientes do peixe cru, já que eles são totalmente preservados. No entanto, é importante ter alguns cuidados: “Para evitar problemas ao consumir o peixe cru, é importante verificar as condições higiênico-sanitárias do estabelecimento, bem como dos seus manipuladores. Verificar a forma de manuseio, preparo e conservação é essencial para garantir o consumo de um alimento isento de contaminação”, orienta Paula. Peixes mais indicados: salmão, atum, robalo, tilápia e prego.

 

 

Texto Paula Santana e Juliana Mesquita/Colaboradora

Consultoria: Paula Galardo, nutricionista

 

 

LEIA TAMBÉM: