13 livros que toda mulher deveria ler ao menos uma vez

Histórias que servirão de inspiração para mostrar o quanto você é forte

livros feministas
Foto: Divulgação

Com a aproximação do Dia Internacional das Mulheres, em 8 de março, nada melhor para exaltar a data do que continuar a luta do gênero por igualdade e perpetuar novos conceitos às próximas gerações, tanto de homens – que sofrem com as marcas dos esteriótipos do machismo – como de mulheres. Para ajudar e te inspirar nessa caminhada, nós separamos alguns importantes livros feministas que devem entrar na sua lista de leitura.

Livros feministas para reencontrar e acender ainda mais o poder pessoal 

1. O Segundo Sexo – Simone de Beauvoir

livros feministas

Foto: Divulgação

A obra considerada a ‘Bíblia’ do feminismo e dos livros feministas, foi publicada em 1949 por Simone de Beauvoir, uma das percursoras do movimento. A escrita da filósofa francesa é atemporal e discorre acerca de diversos conceitos de igualdade e gira em torno principalmente do que é ser mulher e tudo que a condição implica, socialmente, psicologicamente e politicamente.

2. Sapatos Vermelhos são de Puta 

livros feministas

Foto: Divulgação

Com um título provocador e que pode soar até mesmo um tanto quanto perturbador para alguns, Jorgelina Albano faz um convite para aqueles que ousarem passar por suas páginas, assumindo e mostrando que é preciso questionar crenças arraigadas culturalmente e começar a pensar de maneira diferente. A obra incita aquele que a lê não apenas a desafiar o patriarcado para alcançar a equidade como também a refinar a visão para rever perspectivas, além de cavar e destruir os fundamentos de uma sociedade profundamente desigual para homens e mulheres.

3. Clube da Luta Feminista – Jessica Bennet

livros feministas

Foto: Divulgação

O livro funciona como um guia ilustrado para ajudar a identificar o machismo no ambiente de trabalho. Por meio do humor e da ironia, a autora mostra como lidar com esse tipo de situação e até mesmo a entender como mulheres acabam reproduzindo esse mesmo tipo de comportamento.

4. O Mito da Beleza: como as imagens de beleza são usadas contra as mulheres – Naomi Wolf

livros feministas

Foto: Divulgação

A autora expõe por meio de dados estatísticos o quanto o culto e a exploração da beleza feminina é prejudicial, tanto psicologicamente, quanto a nível de carreira e conquistas pessoas. Naomi exibe a dor por trás das aparências ao relatar as relações da beleza feminina com o mundo, evidenciando, por exemplo, o quanto o envelhecimento pode determinar o fim de uma carreira e paralelo a isso cirurgias plásticas cada vez mais invasivas para retardar esse processo.

5. Sejamos Todos Feministas – Chimamanda Ngozi Adichie

livros feministas

Foto: Divulgação

Escrito por uma nigeriana, a obra de sucesso mundial aborda o significado de ser feminista em pleno século XXI e o quanto a luta continua sendo fundamental para homens e mulheres conseguirem acabar com o machismo ainda tão enraizado na sociedade.

6. Eu sou Malala – A história da garota que defendeu o direito à educação e foi baleada pelo Talibã – Malala Yousafzai

Foto: Divulgação

Quando o Talibã tomou controle do vale do Swat, uma menina levantou a voz. Malala Yousafzai recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo seu direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, uma terça-feira, ela quase pagou o preço com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do ônibus no qual voltava da escola.” A biografia de Malala, escrita em parceria com a jornalista Christina Lamb, evidencia o sofrimento do povo paquistanês e principalmente as mulheres que possuem ainda menos voz diante de questões sociais, políticas e culturais.

7. Quem tem medo do feminismo negro? – Djamila Ribeiro

Foto: Divulgação

A obra mostra como, mesmo no meio da luta das mulheres por igualdade, alguns grupos continuam sendo aviltados. Nesta lógica, se respeitar uma mulher branca já é extremamente difícil em uma sociedade machista, uma mulher negra encontra ainda mais dificuldades em sua trajetória, como se umas viessem antes de outras. O objetivo do debate no livro não é dividir as mulheres e muito menos os movimentos feministas, mas evidenciar como o espaço da mulher negra é ainda mais reduzido, visto que sofrem não só com o machismo, mas com o racismo também.

8. O feminismo é para todo mundo: Políticas arrebatadoras – Bell Hooks

Foto: Divulgação

Bell Hooks, uma das mais importantes feministas negras da atualidade, mostra como o feminismo “pode tocar e mudar, para melhor, a vida de todo mundo. Homens, mulheres, crianças, pessoas de todos os gêneros, jovens e adultos: todos podem educar e ser educados para o feminismo.” Segundo ela, esse é um dos principais pilares para a construção de uma sociedade mais justa e fraterna.

9. Mulheres Que Correm Com Os Lobos – Clarissa Pinkola Estés

livros feministas

Foto: Divulgação

Publicado originalmente em 1992, a obra busca reapresentar o arquétipo da mulher selvagem, que foi tão reprimido pela sociedade machista. A autora busca as relações entre alguns contos clássicos com a condição feminina mais primitiva, escancarando as opressões e a narrativa de submissão da mulher.

10. Mulheres Incríveis – Kate Schatz

livros feministas

Foto: Divulgação

Kate Schatz faz uma viagem pela história do mundo e atravessa os continentes para trazer histórias de mulheres grandiosas e inspiradoras. Na obra são ressaltadas as trajetórias de 44 personalidades femininas de diferente áreas de atuação, idades, países e até aquelas que foram expatriadas.

11. A princesa salva a si mesma neste livro – Amanda Lovelace

livros feministas

Foto: Divulgação

A obra retrata de maneira leve como uma mulher pode ser capaz de dar a si mesma o seu final feliz. Transitando entre o conto de fadas e a realidade da mulher do século XXI, a narrativa poética ajuda a leitora a reencontrar e resgatar o seu poder pessoal por meio da sensibilidade e do amor próprio.

12. Sobrevivi… posso contar – Maria da Penha 

Foto: Divulgação

A obra autobiográfica relata a história da mulher que virou símbolo da luta contra a violência doméstica no Brasil, dando até mesmo nome a Lei nº 11.340, Lei Maria da Penha. A história mostra a dor da biofamarcêutica que luta por seu direito de existir dignamente em uma sociedade de mulheres que não são amparadas e não tem direitos.

13. Poesia completa de Maya Angelou

Foto: Divulgação

Através de sua ilustre carreira na Literatura, Maya Angelou presenteou, curou e inspirou o mundo com suas palavras. Agora, a beleza e espírito dessas palavras vivem nesta nova e completa coleção de poesia que reflete e honra a vida notável da escritora. Todas as suas frases poéticas, todos os seus versos comoventes podem ser encontrados nas páginas deste volume – de suas reflexões sobre a vida afro-americana à celebração revolucionária da condição da mulher negra.

Já leu algum desses livros feministas? Conta para a gente em nossas redes sociais!

Leia também: