Investir no detox melhora o funcionamento do organismo e emagrece

Entenda como retirar alguns alimentos do seu cardápio e investir em outros te ajudará a recuperar a saúde e perder uns quilinhos

Foto da cintura para cima de uma mulher de cabelos longos e castanhos claros, que veste uma blusa listrada em tons de azul claro. Ela segura com as duas mãos uma caneca transparente com um suco detox verde dentro. O fundo da imagem é rosa. A imagem ilustra a matéria que fala sobre investir no detox
Por Ana Letícia Carvalho - 02/07/2019

Foto: Shutterstock Images

Você tem a sensação de estar constantemente irritada, cansada, inchada e sofre com dores de cabeça com frequência? Isso pode ser um sinal de que seu organismo está intoxicado. A exposição à poluição, a agrotóxicos e o consumo de alimentos industrializados, ricos em gorduras ou em açúcar podem ser os responsáveis por esse incômodo. Investir no detox é a solução para mandar esse problema embora, desinchar e, de quebra, perder peso.

Confira como esse tipo de dieta funciona e o que você pode incluir no cardápio para investir no detox:

Foto: RossHelen/shutterstock

 

Explicando

O organismo possui mecanismos próprios para eliminar as toxinas, porém, às vezes, ele precisa de um empurrãozinho para intensificar o processo. “Todas as células do corpo são capazes de realizar a desintoxicação, mas existe um órgão primordial com esta finalidade: o fígado. Para ele e todas as outras células funcionarem bem é preciso ter nutrientes específicos envolvidos”, explica a nutricionista Ingrid Bigotto, da OligoFlora. Assim, para auxiliar esse procedimento, é preciso evitar os alimentos responsáveis pela produção dessas substâncias nocivas e aderir aos que auxiliam na eliminação delas.

Escolhas certas

Para livrar o corpo dos elementos tóxicos e mandar embora aquelas quilinhos indesejados é preciso fazer escolhas conscientes na hora das refeições. Reduzir o consumo de carnes vermelhas, leite e derivados e alimentos processados e que contém glúten, por exemplo, é um passo importante para a eficácia dessa dieta. Além disso, deve-se incluir no cardápio frutas, legumes, verduras, sucos naturais e chás, como o de carqueja, o de boldo e o verde, que auxiliam na purificação do organismo.

Entendendo

O leite e os seus derivados e o glúten são constantemente colocados como vilões de uma dieta equilibrada. Mas você sabe por quê? “Ao longo dos anos nosso corpo diminui a produção da enzima lactase, responsável por digerir a lactose, açúcar presente no leite. Isso acarreta em desconfortos, como distensão abdominal, gases e alterações no funcionamento intestinal”, explica a nutricionista Aritiane Silva, do Instituto Prevenção Personalizada. Já o glúten é uma proteína de difícil digestão e “o excesso dela acaba ‘irritando’ a mucosa e atrapalhando a digestão, gerando os mesmos desconfortos”, acrescenta a nutricionista.

 

Consultoria: Ingrid Bigotto, nutricionista da OligoFlora Franchising;  Aritiane Silva, nutricionista 

 

LEIA TAMBÉM