Intercâmbio pode ser um bom aprendizado para o seus filhos

Já pensou em proporcionar a seus filhos a possibilidade de fazer um intercâmbio? É uma boa forma de aprender e descobrir coisas novas.

Por Vinicius Galico - 17/11/2017

Foto: iStock.com/Getty Images

Há alguns anos, muitas meninas preferem uma temporada no exterior do que uma festa de debutantes. E algumas escolas também organizam esse tipo de viagem no lugar das comemorações da formatura. Para grande parte dos pais, porém, não é fácil ver os filhos saindo debaixo de suas asas para um país distante e desconhecido. Mas com alguns cuidados, a viagem de intercâmbio só traz benefícios para o amadurecimento dos adolescentes. Há alguns anos, muitas meninas preferem uma temporada no exterior do que uma festa de debutantes. E algumas escolas também organizam esse tipo de viagem no lugar das comemorações da formatura. Para grande parte dos pais, porém, não é fácil ver os filhos saindo debaixo de suas asas para um país distante e desconhecido. Mas com alguns cuidados, a viagem de intercâmbio só traz benefícios para o amadurecimento dos adolescentes.

Os preferidos

Canadá, Estados Unidos e países da Europa, para quem deseja um idioma que não seja o inglês, são os destinos mais procurados. Mas tudo depende do objetivo e do tempo disponível.

“Se for um curso de curta duração, esses citados são mais recomendados pois são mais próximos do Brasil, e a passagem é mais em conta. Se a pessoa tiver a intenção de ficar mais tempo, Austrália e Nova Zelândia são ótimas opções, pois o câmbio é mais favorável”, orienta Mariana Cavalcanti, coordenadora de intercâmbios da Primundo Viagens e Eventos.

Existem programas para estudantes a partir de 12 anos. Os mais comuns são:

  • Cursos de idiomas: com duração de duas semanas a um ano, o estudante, independentemente do nível de conhecimento da língua, pode optar por ficar hospedado em casa de família ou em residências estudantis.
  • Programa de férias: boa oportunidade para fazer novas amizades, participar de atividades, conhecer culturas diferentes e adquirir fluência no idioma. Além das aulas, esses programas incluem passeios.
  • High School: ideal para jovens entre 14 e 18 anos com conhecimento intermediário do idioma do país escolhido. O estudante poderá ficar três, cinco ou 10 meses e irá morar em uma casa de família.
Intercâmbio pode ser um bom aprendizado para o seus filhos

Foto: iStock.com/Getty Images

Pré-viagem de intercâmbio

  • O primeiro passo é pesquisar países e cidades e conversar com pessoas que já tenham ido. Depois, visite algumas agências de viagem e veja em qual você sente mais confiança, pois tudo será organizado por elas.
  • Os valores variam muito, pois os programas podem ter de duas semanas a um ano. Mas é possível viajar gastando a partir de US$ 2300 (um mês de curso). As formas de pagamento são diversas: geralmente, uma pequena entrada e o saldo até 1 ou 2 meses antes do embarque. Ou parcelamento em cartão de crédito.

Tome nota!

  • Nunca opte por um programa de intercâmbio levando em conta somente o preço, pois às vezes o barato pode mesmo sair caro.
  • Considere os objetivos e preferências. “Não adianta você enviar seu filho para uma cidade no Canadá em janeiro, por exemplo, se ele não gosta de frio”, reforça Mariana.
  • Para o adolescente: aproveite ao máximo o
    tempo no exterior, pois passa muito rápido e não
    vale a pena sofrer com saudades de casa.
  • Para os pais: se tiver a possibilidade de dar esse presente único para seus filhos, não hesite. “É uma experiência que vai muito além do aprendizado de outro idioma e que muda qualquer pessoa pra melhor! E aguente firme que a saudade é grande, mas o tempo passa rápido também”, finaliza.
Intercâmbio pode ser um bom aprendizado para o seus filhos

Foto: Shutterstock Images

LEIA TAMBÉM