Confira os ingredientes magrinhos e nutritivos que vão dar tempero à sua salada

Confira qual o tempero mais adequado para a sua salada ficar ainda mais saudável e nutritiva. Leia e saiba mais sobre as diferentes opções

Temperos de salada
Foto: iStock

Quem quer uma vida light e saudável não tem como fugir, a salada é o prato principal sempre. E para evitar o sal em excesso e sair da mesmice do azeite, vinagre e limão, buscamos dicas de como temperar o alimento sem cometer excessos e quais são os melhores temperos para a saúde.

Temperos de salada

Foto: iStock.com/Getty Images

Caseirinho sempre

Molhos leves, sementes, ervas, frutas, tudo vale na hora de contribuir com o sabor. Para não abusar do sódio e da gordura, evite produtos industrializados. Segundo a nutricionista Talita da Mata, o mais indicado é preparar o seu próprio tempero com alimentos vindos da feira, como cebolinha, salsa e coentro.

Molhos

Fuja dos produtos que contenham muito óleo, como os queijos amarelos. A mostarda, mesmo industrializada, é uma boa escolha para adotar de base para os molhos, desde que utilizada com moderação. Outra opção light é o iogurte desnatado, que é magrinho e rico em cálcio. O molho italiano é interessante para o paladar e organismo. Porém, a indicação é preparar esse molho à base de vinagre, pois o vinho pode aumentar as calorias da comida.

Vinagre balsâmico e shoyu

Os dois têm aparência escura e líquida. Entretanto, o vinagre balsâmico oferece sabor agridoce acentuado e o shoyu é bem salgado. Apesar de os dois alimentos apresentarem propriedades benéficas à saúde, o vinagre contém menos sódio. A dica da nutricionista é utilizar o shoyu light, que já tem baixa quantidade de sal, misturado com um pouco de suco de limão.

Sementes

“Por ser pequena e ótima fonte de fibras e ômegas 3 e 6, a chia é um ingrediente perfeito para a salada”, explica Talita. A semente de linhaça também é excelente. Para aumentar o poder de nutrição, é recomendável triturá-la antes de servir com os vegetais. Em relação às oleaginosas, a castanha de caju combina bastante com verduras e legumes crus, além de ser fonte de selênio, mineral com ação antioxidante e fortalecedor da imunidade.

Ervas

A visão e o olfato são importantes sentidos para estimular a vontade de apreciar uma comida, ainda mais quando se trata de saladas. As ervas aromáticas, além de ajudarem na digestão, são eficientes colaboradoras para o visual e aroma do prato. Use e abuse do orégano, da hortelã, da manjerona, do manjericão, da cebolinha e da salsa. Inclua essas ervas in natura na salada ou acrescente-as nos molhos.

Frutas

O suco de limão é um dos favoritos. Mas é possível usar mais frutas para fazer esse papel, como a goji berry desidratada, que é uma fruta oriental muito nutritiva. “Ela evita os picos de glicose no sangue, por ser rica em cromo e fibras”, esclarece Talita. O abacaxi com miolo é um bom condimento, pois auxilia no aumento das enzimas digestivas, melhorando a absorção de nutrientes.

Melhores combinações

  • Alho macerado + cebola roxa macerada (Se não gostar da forma crua, refogue rapidamente com um fio de azeite. Espere esfriar para temperar a salada)
  • Mostarda + suco de laranja + mel (Ótima pedida para salada com frango)
  • Iogurte desnatado + pepino + azeite + hortelã
  • Limão + nozes + sal
  • Alho + leite desnatado + azeite + sal
  • Vinagre balsâmico + azeite + sal

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Talita da Mata, nutricionista de São Paulo (SP), talita.damata1@gmail.com

LEIA TAMBÉM