Saiba a importância da vitamina D para o organismo e para as crianças!

A principal função desse nutriente é auxiliar na fixação do cálcio nos ossos. Veja por que é essencial incluir essa vitamina na alimentação!

A vitamina D é essencial para o desenvolvimento saudável das crianças. FOTO: iStock.com

A vitamina D, também chamada de calciferol, está presente nas plantas e principalmente na gordura de alguns alimentos, mas apenas 10% é proveniente da dieta. Após sua absorção, necessita ser metabolizada na pele pela ação dos raios ultravioleta (UV), posteriormente pelo fígado e pelo rim até se transformar na sua forma mais ativa. Entenda qual é a importância da vitamina D para o organismo e quais as consequências de sua deficiência para o organismo!

Principais funções

vitamina D tem papel importante no metabolismo do cálcio, favorecendo um crescimento ósseo saudável. Além disso, sabe-se atualmente que pode modular o risco de desenvolvimento de algumas doenças como a hipertensão arterial, a esclerose múltipla, a asma, alguns tipos de câncer e o diabetes tipo 1, entre outras funções.

Por que existe a escassez?

Toda situação que comprometa o recebimento, a absorção de vitamina D ou cálcio e o seu metabolismo pode favorecer a sua deficiência. Sendo assim, dietas restritivas como ou situações de má absorção intestinal, pouca exposição solar, portadores de síndrome nefrótica e insuficiência dos rins, uso de alguns medicamentos como os anticonvulsivos (fenobarbital e fenitoína) e também a obesidade.


O seguimento pediátrico adequado é fundamental para as orientações alimentares, atividade física, exposição solar e alerta para o caso de risco, Marco Aurélio Safadi, pediatra


Como prevenir

O estímulo à prática de atividades ao ar livre e o consumo regular de alimentos fonte de vitamina D é fundamental para que as crianças e adolescentes se previnam da falta dessa vitamina no organismo. Dessa maneira, alguns alimentos podem – e devem – ser incluídos na alimentação dos pequenos para garantir o crescimento saudável. São eles:

 

Texto: Redação Alto Astral | Consultoria: Marco Aurélio Safadi, pediatra

 

LEIA TAMBÉM: