Qual a importância do convívio social para a construção do próprio “eu”?

O convívio social, seja em família, no trabalho ou na escola, é uma ótima chance para reconhecer o que há de melhor em você e quais são suas fragilidades

pessoas felizes juntas para mostrar a importância do convívio social
Foto: Monkey Business Images/shutterstock

A importância do convívio social é uma ótima chance para reconhecer o que há de melhor em você e quais são as suas fragilidades. Por isso, seja dentro de casa, na escola ou no trabalho, conhecer novas pessoas e aprender a respeitar as diferenças auxilia diretamente na construção do próprio “eu”.

“Ao respeitar pessoas com ideias, pensamentos e vivências distintas, automaticamente, entende-se que o indivíduo não se sente abalado pelo fato de lidar com questões ou situações as quais diferem da sua forma de viver”, ressalta a psicanalista e coach de desenvolvimento humano Andreia Rego.

A psicanalista ainda destaca que é por meio do contato com pessoas diferentes que podemos aproveitar a oportunidade de nos conhecermos melhor, estabelecer limites e compartilhar experiências. Assim, o convívio social faz-se necessário também para a construção de quem nós somos e da concepção da bagagem cultural que carregamos conosco.

O que achou da importância do convívio social? Conta pra gente!

LEIA TAMBÉM:

 

Texto: Érica Aguiar Arte: Mary Ellen Machado

Consultoria: Andreia Rego, psicanalista e coach de desenvolvimento humano.