Histórias de Nossa Senhora Aparecida e milagres concebidos

Neste 12 de outubro, confira alguns relatos milagrosos relacionados à Padroeira do Brasil!

Histórias de Nossa Senhora Aparecida e milagres concebidos
Foto: Thiago Leon/colaborador

Você sabia que existe mais de um relato milagroso relacionado à Padroeira do Brasil? Hoje, em pleno Dia de Nossa Senhora Aparecida, conheça as histórias da santa e os milagres que estão por trás de cada uma delas! Provavelmente, o mais famoso é sobre a aparição de sua imagem em um rio.

Era outubro de 1717 quando, às margens do rio Paraíba do Sul, no interior do estado de São Paulo, os pescadores João Alves, Felipe Pedroso e Domingos Garcia encontraram uma imagem de Nossa Senhora da Conceição. Conta-se que a pescaria se deu para preparar um prato especial em festa em homenagem ao conde de Assumar (Dom Pedro de Almeida, governante da capitania de São Paulo e Minas de Ouro, que passava pela cidade de Guaratinguetá).

A época era fraca de peixes. Mesmo assim, os pescadores lançaram a rede. Na primeira vez, recolheram o objeto de sua imagem. Surpresos, fizeram uma segunda tentativa e fisgaram a cabeça. A partir daquele momento, quando guardaram os pedaços, a pesca, até então nula, tornou-se abundante. Foi o primeiro de muitos milagres atribuídos à santa.

Conheça mais histórias de Nossa Senhora Aparecida

Confira abaixo três outras histórias de Nossa Senhora Aparecida e seus milagres. Aprenda, também, a fazer sua oração poderosa aqui!

As velas

Numa pequena capela, durante uma noite tranquila, duas velas acesas iluminavam a imagem de Nossa Senhora Aparecida. De repente, as chamas se apagaram sem motivo aparente. Os devotos que estavam no local ficaram surpresos e uma das fiéis presentes, Silvana da Rocha, tentou acendê-las. Porém, para o espanto de todos, as velas se acenderam sozinhas.

Escravo liberto

Um escravo chamado Zacarias passava pelo santuário de Nossa Senhora e pediu ao feitor que o deixasse rezar naquele lugar. Como foi autorizado, ele se ajoelhou e fez suas orações com toda a fé. Então, as correntes que estavam prendendo suas mãos e pés se soltaram sem que ninguém encostasse nelas.

Conversão

Um homem passava por Aparecida quando observou a fé dos romeiros. Como não acreditava no poder de Nossa Senhora, zombou dos fiéis. Assim, resolveu mostrar que a fé na santa era uma bobagem entrando na igreja a cavalo. Porém, quando foi fazer isso, a pata do seu animal ficou presa na pedra da escadaria. O cavaleiro, então, arrependeu-se e entrou no santuário já como devoto.

Texto: Vítor Ferreira | Edição: Renata Rocha

Leia também: