Hibisco: use-o a seu favor para combater diversos problemas de saúde

O hibisco é um poderoso emagrecedor e ainda age contra diversas doenças, é anti-inflamatório, laxante e analgésico. Faça da planta uma aliada!

hibisco
Foto: Shutterstock

De cor vermelha intensa e gosto peculiar, a flor de hibisco seca ganhou espaço na dieta dos brasileiros, principalmente, pelo efeito emagrecedor e diurético. Mas seus benefícios são inúmeros. O chá protege contra doenças graves como câncer de cólon e combate males simples como a caspa, veja em que ele pode te ajudar!

hibisco

Foto: Shutterstock

Para (quase) tudo

A professora do curso de nutrição da Universidade Anhanguera de Brasília, Nádia Neves, explica que a flor ajuda a controlar a pressão arterial, tem ação diurética, anti-inflamatória, laxante, analgésica, expectorante, digestiva, calmante e anticaspa. “A planta ainda ajuda no combate às doenças do coração, aumenta os níveis de colesterol bom, diminui níveis de colesterol ruim e também reduz os triglicerídeos”. Além disso, proteínas, carboidratos, fibras, ferro, magnésio, fósforo, potássio, sódio, vitamina C, vitamina B1 e B2, vitamina A, ácido fólico e cálcio estão entre suas propriedades.

Poder emagrecedor

O chá tem ação diurética, ajudando a eliminar a retenção de líquidos. É eficaz no combate ao acúmulo de gorduras, principalmente as mais difíceis de eliminar, que ficam concentradas na barriga e nos quadris. Isso porque o chá age na redução da adipogênese, que é o processo em que células pré-adipócitas convertem-se em células maduras chamadas de adipócitos. Essas células têm a função de acumular a gordura no corpo.

Previne o câncer

Uma pesquisa recente apontou que o hibisco é capaz de prevenir e inibir o avanço tumoral do câncer de cólon em animais. Segundo Nádia, a conclusão dos testes apontou que o avanço do tumor nos animais que consumiram o extrato de hibisco foi bem menor do que nos animais que receberam apenas a alimentação normal.

Todo mundo pode?

Mesmo melhorando diversas doenças, a bebida não deve ser ingerida por gestantes ou mulheres que estejam amamentando. Pesquisas mostram que o chá de hibisco pode causar interferências na estrutura dos genes dos bebês. “O chá de hibisco possui hidrocarbonetos policíclicos aromáticos, componentes que estão associados ao câncer e malformações congênitas”, alerta a professora. Também existem evidências de que o hibisco pode gerar a menstruação em mulheres grávidas, o que pode resultar em abortos. Pessoas que sofrem de pressão baixa fazem parte do grupo que deve evitar esse chá, já que uma das ações da planta é, justamente, a de diminuir a pressão arterial.

Preparo

Assim que a água começar a levantar as primeiras bolinhas, desligue o fogo. Acrescente 2 colheres (sopa) cheias do hibisco seco (ou 2 sachês). Tampe e deixe descansar por 5 minutos. Coe em seguida. Evite voltar a aquecer para não diminuir os efeitos terapêuticos da planta.

LEIA TAMBÉM:

Texto: Jussara Tech
Consultoria: Nádia Neves, professora do curso de nutrição da Universidade Anhanguera de Brasília