Glúten engorda? Descubra os segredos dessa proteína

Alimentos que contêm a proteína são hipercalóricos e, por isso, causam aumento de peso. Descubra o porquê disso e outros segredos do glúten!

Gluten free, glúten
Foto: Shutterstock.com

Portadores de doença celíaca já fogem do glúten há algum tempo, pois seu consumo gera transtornos para quem tem o problema. “A doença celíaca é uma desordem sistêmica autoimune que é desencadeada pela ingestão do glúten e causa uma inflamação crônica na mucosa do intestino”, explica a nutricionista Vivian Talarico. Atrofia das viscosidades intestinais e má absorção intestinal são algumas das consequências do consumo de glúten por quem tem a doença. Mas, afinal, o que é essa substância? “Trata-se de uma proteína de construção que gera elasticidade para as massas. No organismo é digerida como proteína”, explica a nutricionista Maiara Fidalgo.

Vale a pena cortar?

Algumas pessoas não têm a doença celíaca, mas sentem um desconforto ao consumir alimentos com a proteína; os sintomas não têm ligação direta com o consumo da proteína e sim dos alimentos que contêm a substância. O glúten, em si, não engorda, o que causa aumento de peso são as opções, muitas vezes calóricas, que o levam na receita: pizzas, pães, bolos e etc. “Quando se restringe o glúten e não há um alimento que compense o valor calórico do que foi retirado da dieta, o indivíduo emagrece, mas não por retirar o glúten e sim o alimento com mais calorias”, esclarece o nutricionista Leonardo Canellas.

Coleção de grãos saudáveis sem glúten

Foto: iStock.com/Getty Images

“A aveia não contém glúten, mas geralmente é processada em moinhos de fábricas que processam outros cereais, transmitindo resíduos de glúten por contaminação cruzada”, explica Leonardo

Dicas de consumo

Além de alimentos naturais, é possível encontrar diversas opções de alimentos sem glúten nos supermercados. O consumo fica a seu critério. Frutas e tapioca vão bem no café da manhã e lanches intermediários; vegetais e legumes devem estar no almoço e jantar. Mas se você tem doença celíaca ou optou por cortar a proteína, o ideal é buscar um nutricionista, que irá te passar os melhores alimentos e horários para consumi-los sem comprometer a saúde e a dieta.

CONSULTORIA Vivian Talarico, nutricionista; Maiara Fidalgo, nutricionista; Leonardo Canellas, nutricionista 

LEIA TAMBÉM