Sertanejo Victor Chavez critica jornalista em rede social

Após se separar da ex-dançarina do Faustão Cláudia Helena Swarowsky, o cantor sertanejo Victor Chavez, da dupla com Léo, foi vítima de especulações e

por Redação Alto Astral
Publicado em 02/09/2013 às 16:39
Atualizado às 20:34

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres
Victor Chavez e ex mulher

“Para evitar invenções, não estamos em crise e nunca estivemos. Nós nos separamos recentemente, com o diálogo, que também nos uniu, e com total respeito. Na prática, pesamos as incompatibilidades e concluímos, juntos, o que seria melhor. Somos amigos, nos amamos e, por isso, não deixamos de nos ver e de nos falar. Resolvemos postar este texto, Claudia e eu, em respeito a todos que sempre nos respeitaram e, dividimos três aspectos acerca do que vivemos: – O tempo de cada um não é julgável. – Se, pelo fato de não durar para sempre, nada valesse à pena, também não valeria à pena viver. -A amizade é a base de qualquer união, pois independente das escolhas, onde ela se preservar, se preservarão também a paz, o respeito e a serenidade. Vitor e Claudia @c_swarowsky”
Foto: Reprodução/Instagram

Após se separar da ex-dançarina do Faustão Cláudia Helena Swarowsky, o cantor sertanejo Victor Chavez, da dupla com Léo, foi vítima de especulações e rumores da mídia. Em especial, uma das publicações da jornalista  Fabíola Reipert, do site de fofocas do portal R7, teria irritado o cantor. Para demonstrar sua indignação com a atitude da colunista, Victor publicou um texto em seu perfil no Instagram. Confira o que o gato disse:

Ficou muito fácil tentar pichar o perfil dos outros, inventando qualquer história e dizendo que uma ‘certa pessoa’ ou ‘gente próxima’ a confirmou. Como assim? Quem? Que tipo de jornalismo é esse que ganha crédito, até na tv, para maldizer, sem qualquer fundamento ou prova? Eu e Claudia anunciamos nossa separação, justamente para evitar invenções e, do nada, eis que aparecem. Inventam frases que eu jamais disse: ‘não sou homem para casar’. E o impressionante é que me perguntam porque eu disse isso, sendo que nunca disse. E ainda falam de Claudia, justamente o contrário do que ela é. Não estou aqui para me defender e, sim, para não permitir que usem-me, no ato de denegrir alguém por quem tenho profunda estima, respeito e admiração. Para tanto, devo comentar: Cláudia é uma mulher batalhadora, com uma história de vida admirável, que esteve ao meu lado apoiando-me em tudo. Sua educação, simplicidade e inteligência me encantaram. Foi-me apresentada pelo Fausto Silva, num jantar em sua casa, junto à família. Aliás, o conceito de família que ela tem, por ser caseira e criada no interior, como eu, foi o fato crucial para nos casarmos. Enfim, uma mulher que mudou minha vida para melhor e para sempre, em todos os aspectos. Talvez, tenhamos nos precipitado, em meio a tamanha afinidade e, nos pegamos surpresos diante da necessidade de profundas e inviáveis mudanças em nossas rotinas. Somos adultos e nossos problemas ou soluções são apenas nossos. Mas retifico aqui, minha gratidão a ela, Claudia, pela paciência e companheirismo com que esteve ao meu lado, e por seu exemplo íntegro de pessoa e conduta profissional. Fico pensando. A experiência humana é sublime. E a ela, erros são inerentes. É preciso errar, se perdoar, aprender e seguir. Como saber o que queremos sem conhecermos o contrário? O verbo está aí para o conceito, mas é a experiência que dá a consciência. Cada macaco que se ri do rabo alheio, se esquece de estar sentado no próprio. Victor Chaves”

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.