FAMOSOS

Príncipe William estampa capa de revista e sai em defesa da comunidade LGBT 

William se tornou o primeiro membro da família real a estampar uma capa LGBT: veja o príncipe na capa da revista Attitude!

None
Príncipe William

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/06/2016 às 17:42
Atualizado às 15:31

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Nessa quarta-feira (15), o Príncipe William realizou um ato histórico dentro da família real: ele se tornou o primeiro membro da realeza a aparecer na capa de uma revista voltada para a comunidade LGBT.

Príncipe William

Reprodução/Attitude

Na revista “Attitude“, ele deu declarações de apoio às pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais e Transgêneros, comentou sobre o bullying sofrido por essas pessoas e saiu em defesa delas. A capa foi lançada depois que o duque convidou os membros da revista para levar pessoas LGBT ao Palácio de Kensington, a fim de contar suas experiências e tentar pensar numa iniciativa de combate à discriminação.

“Ninguém deveria ser intimidado por sua sexualidade ou qualquer outro motivo. Ninguém deveria sentir o ódio que esses jovens sofrem em suas vidas. Os gays jovens, lésbicas e transgêneros que eu conheci pela ‘Attitude’ são realmente corajosos em se posicionar e em dar esperança a pessoas vítimas desse assédio horrível”, contou. “O seu senso de força e otimismo deveria oferecer a todos nós coragem para enfrentar o bullying onde quer que nos deparemos com ele”, afirmou ele.

Príncipe William

Discriminação

Matthew Todd, editor da revista, comentou sobre a importância do príncipe dar declarações de apoio em defesa de pessoas LGBT.

“Durante esse tempo como editor da ‘Attitude’ conheci pais cujos filhos que perderam suas vidas após sofrerem bullying por serem LGBT, ou que se percebiam como LGBT. Fico muito feliz que o futuro rei do Reino Unido concorde que isso precise parar”.

Como lidar com casos de homofoia no trabalho

Foto: Olga Besnard/Shutterstock

Segundo o jornal ‘The Guardian’, uma pesquisa demonstrou que 33,9% de jovens gays fizeram ao menos uma tentativa de suicídio em comparação a 17,9% de pessoas que se consideram heterossexuais. Os dados ainda mostram que 48,1% de jovens trans também tentaram se suicidar.