William Waack é acusado de racismo e afastado da Globo

Globo afasta William Waack depois de ser flagrado fazendo comentários racistas durante a cobertura das eleições americanas: "é coisa de preto"

None
Foto: Divulgação/Rede Globo

por Redação Alto Astral
Publicado em 09/11/2017 às 09:11
Atualizado às 11:58

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Nesta quarta-feira (08/11) vazou um vídeo em que o jornalista William Waack, que comanda o Jornal da Globo há 12 anos, aparece fazendo comentários racistas durante a cobertura da vitória de Donald Trump nos Estados Unidos. Na filmagem, William Waack aparece ao lado  do entrevistado Paulo Sotero, minutos antes de entrar ao vivo no Brasil. Nesse meio tempo, o jornalista, incomodado com um carro que estava buzinando na rua, dispara: “Você é um, não vou nem falar, eu sem quem é… É preto. É coisa de preto!”, finaliza o apresentador. O convidado ri do comentário e concorda com a afirmação.

Confira o vídeo em que William Waack faz comentários racistas:

Em meio a repercussão do assunto, a Globo publicou uma nota em que repudia qualquer tipo de racismo e anunciou o afastamento do jornalista da bancada do Jornal da Globo:

“A Globo é visceralmente contra o racismo em todas as suas formas e manifestações. Nenhuma circunstância pode servir de atenuante. Diante disso, a Globo está afastando o apresentador William Waack de suas funções em decorrência do vídeo que passou hoje a circular na internet, até que a situação esteja esclarecida”.

Ainda na nota publicada pelo portal G1, a emissora revelou o posicionamento do acusado de racismo: “Waack afirma não se lembrar do que disse, já que o áudio não tem clareza, mas pede sinceras desculpas àqueles que se sentiram ultrajados pela situação”.

A Rede Globo afirmou que a jornalista Renata Lo Prete, substituta oficial de Waack, vai compor a banca do Jornal da Globo por tempo indeterminado.

Diante da situação, a internet se manisfestou sobre o ocorrido nas redes sociais. Confira:

Essa não é a primeira vez neste ano em que a Globo passa por problemas devido ao comportamento de alguns de seus funcionários mais famosos. Em junho, o ator José Mayer foi acusado de assédio sexual por uma figurinista da emissora. A denúncia ganhou apoio da internet e também que muitos famosos, que se manifestaram usando a #chegadeassedio.

LEIA TAMBÉM:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.