Entrevista com Fabíula Nascimento: "Não planejo nada, deixo acontecer"

Fabíula Nascimento fala sobre sua preparação para viver Cristina em Boogie Oogie

None

por Redação Alto Astral
Publicado em 15/08/2014 às 08:21
Atualizado às 20:51

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

Na atual novela das seis, Boogie Oogie, a atriz Fabíula Nascimento dá vida à Cristina, uma professora de inglês que cria ao lado do marido Mário (Guilherme Fontes), os sobrinhos Rafael (Marco Pigossi) e Sérgio (João Vithor Oliveira) após a morte de seus pais em um incêndio. De olho no dinheiro de Vitória (Bianca Bin) e na chance de crescer na vida, Cristina não vai gostar nada de saber do encontro de Rafael com Sandra (Ísis Valverde) para tratar sobre a morte de Alex (Fernando Belo). Apesar de sua história, Fabíula defende a sua personagem e conta como é estar vivendo no clima dos anos 70, época em que se passa a novela.

Entrevista com Fabíula Nascimento: "Não planejo nada, deixo acontecer"

Foto: AgNews

GTV: A Cristina é interesseira?
Fabíula: Eu não falo que ela é interesseira. Ela teve seus sonhos interrompidos por causa da chegada dos sobrinhos. Como investiu tudo na criação deles, quer ter um retorno desse investimento. Todos gostam de ter coisas boas, não acho que ela faça nada errado.

GTV: Sua personagem olha para os sobrinhos pensando no futuro. Você se planeja sempre para realizar seus sonhos?
Fabíula: Não sou de planejar. O máximo que planejo é até dezembro. Aprendi que a gente tem que ir vivendo e deixando acontecer.

GTV: Gosta da moda dos anos 70? Usaria alguma coisa daquela época agora no seu dia a dia?
Fabíula: Adoro a moda dos anos 70. Naquela época, as mulheres tinham a cintura muito bem marcada. Então, as calças de cintura alta se destacavam. Hoje não, essas calças de cintura baixa não modelam tanto o corpo da mulher. Uso cintura alta sem problema nenhum. Não usaria a barriga de fora, mas gosto das misturas daquela época, como o jeans com o crochê.

GTV: O que mudou no visual para viver a Cristina?
Fabíula: A única diferença no visual foi o cabelo. Eu alonguei e escureci um pouco.

GTV: As roupas são bem justas. Fez algum trabalho para preparar o corpo?
Fabíula: Sempre me perguntam de dieta e dicas, mas eu nunca falo. Acho que isso não acrescenta no meu trabalho.

GTV: Qual a melhor lembrança que você tem dos anos 70?
Fabíula: Eu nasci em 1978 e então não vivi muitos os anos 70. A melhor lembrança que tenho dessa época vem através do meu irmão mais velho. Eu ficava escutando as músicas e adorava. Acho que gosto de todas as músicas dos anos 70.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.