Em entrevista, apresentadora Eliana dá lição sobre machismo no dia a dia!

Em entrevista durante um quadro no Programa Raul Gil, Eliana soltou o verbo e fez um discurso poderoso sobre o machismo que ainda existe no dia a dia

None
FOTO: Reprodução / YouTube

por Redação Alto Astral
Publicado em 06/10/2016 às 09:32
Atualizado às 00:12

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

No domingo (02.10) Eliana foi uma das convidadas do Programa Raul Gil. Ela participou de um quadro de entrevistas onde youtubers fazem diversas perguntas. Em certo momento, Niina Secrets – uma das youtubers mais influentes quando o assunto é beleza – questionou: “Você acha que ainda existe machismo na televisão brasileira? E como você se sente, como mulher, sendo uma mulher superpoderosa na TV brasileira?“.

A resposta da apresentadora foi uma verdadeira lição! Confira:

Eliana Michaelichen falando sobre machismo na TV aberta!Importante lembrar que:1) Na sociedade patriarcal, só a responsabilidade da mãe é lembrada na criação dos filhos… mas o pai é igualmente responsável pela mesma.2) A criação é importante na formação do indivíduo, mas existe a cultura externa que influencia diariamente as pessoas. Na escola, na faculdade, no trabalho, na televisão, na publicidade, na rua, entre os amigos, na mesa de bar, no cinema, nas revistas, nas músicas. Criação é muito importante, mas existem também fatores externos envolvidos e que fazem parte do processo.

Posted by Empodere Duas Mulheres on Wednesday, October 5, 2016

Alguns usuários, inclusive, acusaram Raul Gil de “mansplaining“, isto é: quando um homem interrompe a fala de uma mulher e/ou tenta minimizá-la. “Ela falando sobre a diferença de salários, que é uma realidade que qualquer um pode ver, e o Raul ainda pergunta ‘Onde isso?’. Deuses.“, disse Hanna Lima através dos comentários da página Empodere Duas Mulheres.

A designer gráfica Naiany Christini também comentou o caso: “Que agonia do Raul Gil. Bom, pior que esse tipo de atitude é muito comum vinda de homens quando a gente fala de direito das mulheres. Gostei da postura dela nos comentários desnecessários dele, não se rendeu.

LEIA TAMBÉM

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.