Beyoncé se manifesta contra assassinatos de negros nos EUA

A cantora Beyoncé postou um manifesto repudiando o assassinato de negros nos EUA

None
Beyoncé publica manifesto contra racismo

por Redação Alto Astral
Publicado em 07/07/2016 às 22:19
Atualizado às 00:14

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A cantora Beyoncé publicou em sua página na web um manifesto contra o assassinato de dois negros, ocorridos na manhã desta quinta-feira (7), nos Estados Unidos. A mensagem de indignação contra violência racial é exibida logo na abertura do seu site. 

Site cantora Beyoncé

“ESTAMOS CANSADOS DOS ASSASSINATOS DE HOMENS E MULHERES DA NOSSA COMUNIDADE. DEPENDE DE NÓS A MOBILIZAÇÃO PARA QUE A GENTE EXIJA O FIM DA VIOLÊNCIA RACIAL E QUE “PAREM DE NOS MATAR”. NÃO PRECISAMOS DE SIMPATIA. PRECISAMOS QUE RESPEITEM NOSSAS VIDAS. MEDO NÃO É UMA DESCULPA. O ÓDIO NÃO VAI VENCER. TODOS NÓS TEMOS O PODER DE CANALIZAR A NOSSA RAIVA E FRUSTRAÇÃO EM AÇÕES. DEVEMOS USAR NOSSAS VOZES PARA ENTRAR EM CONTATO COM OS POLÍTICOS E LEGISLADORES NOS NOSSOS DISTRITOS E EXIGIR MUDANÇAS SOCIAIS E JUDICIAIS. ENQUANTO REZAMOS PARA AS FAMÍLIAS DE ALTON STERLING E PHILANDO CASTILE, TAMBÉM REZAMOS PELO FIM DA PRAGA DA INJUSTIÇA NA NOSSA COMUNIDADE”, Beyoncé finalizou sua mensagem com um link para todos entrarem em contato com políticos e legisladores de suas regiões, afirmando que suas vozes serão ouvidas.

Beyoncé também postou na sua conta do Instagram uma mensagem de repúdio contra o ato.

Click the link in my bio to go to Beyonce.com. Turn our anger into action.

A photo posted by Beyoncé (@beyonce) on


Famosos não ficam em silêncio

Lenny Kravitz também não ficou calado e usou sua conta no instagram para protestar contra os assassinatos. O artista postou uma foto em que aparece com a camisa ensanguentada e o título “Basta!”. Kravitz completou sua mensagem com as hashtags “assassinato”, “Justiça” e “vidas negras importam”.

Também indignada a  modelo holandesa Doutzen Kroes, também posicionou imagens de repúdio a violência racial na sua conta do Instagram: “O que está acontecendo neste mundo? Vidas negras importam”, escreveu Doutzen em uma das legendas das imagens. A mais recente  a modelo na legenda de uma foto de três jovens negras.

A photo posted by Doutzen Kroes (@doutzen) on

What’s going on in this world? #blacklivesmatter

A photo posted by Doutzen Kroes (@doutzen) on


Entenda o caso

Protestos invadiram os EUA nesta quinta-feira (7) depois que vídeos envolvendo dois casos de violência policial foram publicados na internet. Em Minnesota, Diamond Reynolds, namorada de Philando Castile, de 32 anos,  divulgou um vídeo nas redes sociais no qual o namorado aparece vivo no banco do motorista com a camisa manchada de sangue. Diamond contou que ele estava buscando sua bolsa para mostrar um documento de identidade ao agente e avisou estar com uma arma de fogo porque tinha licença para tê-la, até que a polícia ordenou que ele levasse as mãos à cabeça. Então, segundo a versão da namorada de Castile, o policial fez “quatro ou cinco” disparos. A polícia confirmou que dois agentes estiveram envolvidos no incidente.

Em Lousiana, o vídeo é de terça-feira (5), quando Alton Sterling, de 37 anos foi assassinado por dois policiais brancos em Baton Rouge. O vídeo postado na internet tem imagens do momento em que um dos policiais parece pegar uma pistola e colocar no pescoço de Sterling, com ele imobilizado no solo. A divisão de direitos civis do Departamento de Justiça, encarregada de investigar crimes raciais, e o FBI vão conduzir o inquérito, anunciou em entrevista coletiva o governador da Luisiana, o democrata John Bel Edwards.

Mais notícias:

Negra Li é vítima de racismo na internet e desabafa

Campanha contra racismo virtual faz agressor pedir desculpas

Ludmilla é vítima de racismo nas redes sociais

Mulher sofre racismo junto com a filha enquanto andava de ônibus

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.