“Eu vou emagrecer”: comece a pensar magro e controle a ansiedade!

Mentalize "eu vou emagrecer": com isso, é possível livrar-se do pensamento gordo e, de quebra, controle a ansiedade, que pode ser uma vilã da perda de peso

mulher segurando balança
Foto: iStock.com/Getty Images

Olhar-se no espelho e ficar satisfeita com o corpo não depende somente de uma dieta balanceada e exercícios físicos. Na verdade, emagrecer (e manter o peso) está relacionado ao seu pensamento. Parece mentira, mas não é aquele chocolate delicioso nem um pedaço de pizza de mussarela que irá derrubar a sua dieta, e sim a sua consciência. Portanto, pensar “eu vou emagrecer” e mudar algumas atitudes no dia a dia pode ser o que faltava para você conquistar o corpo dos sonhos. Não acredita nisso? Então, veja só.

mulher segurando balança

Foto: iStock.com/Getty Images

“Eu vou emagrecer”: pense certo, coma bem

De que adianta fazer um regime restritivo, chegar ao peso ideal e ver todo o sacrifício ir por água abaixo por culpa do pensamento? Isso porque quando precisamos emagrecer, nosso objetivo acaba sendo um só: ficar longe do que não podemos comer. No momento em que atingimos o peso que queríamos, é normal deixarmos de nos preocupar com os alimentos e os horários de nossas refeições, fazendo com que, assim, ganhemos aqueles quilos indesejáveis de novo. Para que isso não aconteça com você, o jeito é se livrar do pensamento gordo. Aprenda como!

De dentro para fora

Antes de começar uma dieta, você deve ter em mente que vai precisar manter uma boa alimentação e fazer exercícios sempre, se não quiser brigar com a balança depois. Lembre-se de que restrições excessivas não são saudáveis. Mas conscientize-se da importância de ingerir frutas, legumes, verduras e fibras no lugar de doces, frituras e alimentos industrializados.

Mude o foco

Comer não é sinônimo de felicidade, por isso faça outras atividades no dia a dia que lhe proporcionem prazer e alegria. Por exemplo, quando estiver entediada dentro de casa, em vez de abrir a geladeira e beliscar alguma coisa, saia para dar um passeio ou convide uma amiga para ir até sua casa e bater um papo. Você também pode se distrair lendo um livro, praticando um esporte que goste ou se envolvendo em algum projeto social. Essas atividades, além de ocuparem sua mente, ajudam a mantê-la longe das tentações.

Ansiedade: livre-se dessa armadilha

O estado emocional interfere (e muito) na dieta. E o resultado disso é descontar as aflições e os problemas em um pote de sorvete. Não deixe que a ansiedade faça você cometer esse tipo de deslize no dia a dia. Saiba como controlar esse sentimento com receitinhas naturais e saborosas. Aprenda a fazer!

Texto: Jacque Lopes | Consultoria: Ângela Cardoso

LEIA TAMBÉM