Já viu duas imagens ao mesmo tempo? Pode ser que tenha diplopia. Entenda!

Você sabe o que é diplopia? Entenda melhor que é esse sintoma desconhecido pela maioria das pessoas e cuide melhor da saúde dos seus olhos!

None
Foto Shutterstock.com

por Redação Alto Astral
Publicado em 29/03/2017 às 12:31
Atualizado às 13:40

COMPARTILHEShare to WhatsappShare to FacebookShare to LinkedinShare to TwitterShare to Pinteres

A visão dupla, também chamada de diplopia, nada mais é que enxergar duas imagens em vez de uma quando se olha para um objeto, uma paisagem, uma pessoa, etc. Isso não é uma doença, mas sim, um sintoma associado à outro problema de saúde. Portanto, ao surgimento dos sintomas procure um especialista! Segundo a neuroftalmologista Marcela Barreira, quem apresenta a diplopia pode se sentir muito desconfortável e ficar incapacitado para realizar as tarefas diárias, como ler, escrever, andar e trabalhar, diz a médica.

mulher com as mãos no rosto

A visão dupla pode surgir em consequência de algumas doenças Foto Shutterstock.com

“Muitos casos de diplopia são consequências de alterações neurológicas, como alterações musculares, além de traumatismo craniano, AVC ou tumores cerebrais”, explica Marcela. A visão dupla pode ser uma das primeiras manifestações de doenças sistêmicas, como as doenças musculares e neurológicas, como também pode indicar a presença de tumores cerebrais ou aneurismas

Causas da visão dupla 

Cada olho cria sua própria imagem do ambiente. O cérebro é responsável por juntar essas imagens e fundi-las em uma única. Se há algum dano nos músculos oculares ou nos nervos que controlam os movimentos, pode ocorrer a visão dupla. De acordo a neuroftalmologista, descompensação de desvios oculares prévios (estrabismo), problemas na tireoide, doenças vasculares (derrame, aneurisma cerebral) e tumores cerebrais que levam ao enfraquecimento dos músculos, estão entre as principais condições de saúde que levam à visão dupla. O tratamento varia e deve ser totalmente individualizado. Algumas causas são mais simples, e outras mais complexas.

Fonte: Leda Sangiorgio- Assessoria de Imprensa

Leia também:

ASSINE NOSSA NEWSLETTER

Ao assinar nossa newsletter, você concorda com os termos de uso do site.